Terça-feira, 24 de Maio de 2022

Home Mundo Austrália reabre fronteiras para turistas vacinados após 2 anos de restrições

Compartilhe esta notícia:

A Austrália reabre nesta segunda-feira (21) suas fronteiras para turistas vacinados pela primeira vez desde o início da pandemia. Durante esses quase dois anos de restrições, o país implementou um dos controles mais rígidos do mundo de circulação de pessoas.

Em dezembro, a Austrália já havia flexibilizado, ao permitir o ingresso de estudantes internacionais e trabalhadores qualificados, com vistos específicos.

“A espera acabou”, disse o primeiro-ministro Scott Morrison em entrevista coletiva nos domingo (20). “Arrumem suas malas. “Não se esqueçam de trazer dinheiro, porque vocês encontrarão muitos lugares para gastá-lo”.

Regras de entrada

Para entrar no país a partir desta segunda, o governo australiano exigirá que os turistas estejam totalmente vacinados. Sobre isso, a Austrália entende que o viajante deve:

Ter tomado duas doses de uma das seguintes vacinas:

AstraZeneca;
Pfizer;
Moderna;
Coronavac;
Covaxin;
Sinopharm – para pessoas com menos de 60 anos que chegam à Austrália;
Sputnik V;
Novavax.

Ou uma dose de:

Janssen – Johnson & Johnson.

O governo australiano afirma também que, para ser considerado totalmente imunizado, a pessoa deve ter tomado a última dose da vacina pelo menos 7 dias antes de entrar no país.

“Se você não foi vacinado com as doses ou cronograma acima, você não atende à definição da Austrália de totalmente vacinado para fins de viagem internacional”, afirma o Departamento de Assuntos Internos da Austrália, em seu site.

Expectativa

A Austrália espera que 56 voos internacionais cheguem ao país dentro das primeiras 24 horas após a reabertura, um volume bem abaixo dos níveis pré-pandemia. Por outro lado, o primeiro-ministro afirmou que “não tem dúvidas” de que esse número aumentará em breve.

O primeiro voo estava previsto para chegar ao aeroporto de Sydney às 06h (horário local) de segunda-feira, seguido por outros de Tóquio, Vancouver e Cingapura.

A Austrália fechou suas fronteiras para quase todos, exceto seus cidadãos e estrangeiros residentes, desde março de 2020, na tentativa de impedir o aumento do número de infecções por Covid-19. A proibição também afetou os cidadãos do país, que só podiam viajar para o exterior com alguma justificativa.

De acordo com a Câmara Australiana de Comércio e Indústria, cada mês dessas restrições custa às empresas cerca de 3,6 bilhões de dólares australianos (US$ 2,6 bilhões), afetando, principalmente, o turismo.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Mundo

Incêndios na Argentina provocam “chuva de fuligem” em São Borja
Senado fará sessão especial para comemorar os 90 anos da conquista do voto feminino
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Atualidades Pampa