Sábado, 02 de Março de 2024

Home em foco Auxiliar de Tite explica como a Seleção Brasileira está estudando adversários da Copa do Mundo

Compartilhe esta notícia:

A Seleção Brasileira estreia na Copa do Mundo do Catar no dia 24 de novembro diante da Sérvia, depois enfrentará Suíça e, por fim, Camarões, finalizando a fase de grupos. Segundo Cléber Xavier, auxiliar do técnico Tite, essas três equipes são o foco principal de análises e estudos para esse primeiro momento.

“Paralelamente à nossa convocação, aos nossos estudos e viagens para que pudesse convocar os 26 jogadores, observamos muito os adversários, desde março estamos observando Sérvia, Suíça e Camarões. O nosso foco é em cima dessas três seleções”, iniciou Xavier depois da convocação dos 26 atletas.

Segundo ele, não foi possível analisar uma amostragem maior, como a observação de seleções europeias e até mesmo a Argentina.

“Não conseguimos olhar França, Alemanha, Inglaterra, Argentina como adversários na frente. Focamos nessas três seleções e, a partir daí, focamos nas seleções seguintes. Para nós, não tem muita importância isso. Temos um trabalho estabelecido, com observadores vendo times que podemos enfrentar na frente, após a primeira fase. Isso, para nós, é o mais importante para definir”, complementou.

No entanto, para ele, tanto Sérvia quanto Suíça merecem atenção especial. “A gente tem no nosso grupo duas seleções de nível médio europeu jogando muito, a Sérvia e Suíça, vistos os últimos jogos da Nations League essas seleções”, complementou.

Falando em times europeus, Tite falou brevemente sobre o fato de o Brasil não ter tido amistosos com eles durante o período de preparação para a Copa, mas amenizou a situação.

“Não ter enfrentado (times europeus de ponta) prejudica, sim, a Seleção Brasileira, mas também prejudica as equipes europeias, porque não enfrentaram as seleções sul-americanas da mesma forma”, falou.

Vale lembrar que a comissão de Tite é composta pelo médico Rodrigo Lasmar; o preparador físico Fábio Mahseredjian; o coordenador Juninho Paulista; e os auxiliares César Sampaio, Cleber Xavier e Matheus Bachi, que estavam no momento da convocação.

Além deles, também viajarão para o Catar, justamente na função de analisar os adversários, Fernando Lázaro, auxiliar do Corinthians; Lucas Oliveira, analista de desempenho do Palmeiras; e o técnico e ex-jogador Ricardo Gomes.

Com a convocação feita, agora, a delegação se prepara para viajar a Turim, onde realizará o último período de treinamentos, no CT da Juventus, de 14 a 19 de novembro. Depois, os treinos acontecerão em Doha, dos dias 20 a 23.

Tite está no comando da Seleção desde agosto de 2016 e já disputou 76 jogos, com 57 vitórias, 18 empates e 5 derrotas, em aproveitamento de 81,14%. Na Copa da Rússia, em 2018, o Brasil foi eliminado pela Bélgica, nas quartas de final.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de em foco

Rival do Brasil na Copa do Mundo, Suíça divulga convocados
Expectativa de “onda vermelha” republicana não se concretiza nas eleições dos Estados Unidos
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Tarde