Quinta-feira, 18 de Julho de 2024

Home em foco Avaliação do governo Lula é melhor em cidades pequenas

Compartilhe esta notícia:

Pesquisa revela que, cinco meses depois da posse, o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva tem mais força em cidades de até 50 mil habitantes, e sua avaliação piora conforme a população vai crescendo. Nos municípios pequenos, 41% dos entrevistados avaliam a atual gestão como ótima ou boa, enquanto naqueles com mais de 500 mil habitantes o número cai para 33%. No quadro geral, a administração do petista é avaliada como ótima ou boa por 37% dos eleitores.

Na mesma toada, nas cidades menores 27% avaliam o governo como ruim ou péssimo, número que chega a 31% nos grandes municípios. A vantagem é visível também quando analisada a aprovação de Lula, já que 57% dos moradores de pequenos municípios dizem aprovar o governo, contra 51% nas cidades médias e 50% nas cidades cuja população ultrapassa os 500 mil.

O nível de confiança na gestão repete a tendência positiva para o governo nas cidades pequenas, com 53% dos moradores desses locais afirmando que confiam no petista — contra 49% nas cidades com maior número de habitantes.

Interiorização

Daniel de Mendonça, professor de ciência política da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), afirma que há um processo histórico de “interiorização” do eleitorado do PT, que se iniciou em 2006, devido a programas sociais e políticas públicas dos primeiros dois mandatos de Lula, com um concomitante afastamento das capitais e grandes cidades.

“O PT, antes de vencer a eleição em 2002, tinha um eleitorado muito do Sul, do Sudeste e de grandes cidades. Há uma migração, em função dos programas sociais que alcançam as pessoas mais pobres nos menores municípios, mesmo nos pequenos municípios que não sejam no Nordeste, no Norte do país, onde ele tem mais força — afirma o professor.

Mendonça também destaca que as cidades grandes e capitais têm um “eco de formação de opinião pública” muito maior. Assim, discursos anticorrupção, por exemplo, capitaneados pelo escândalo do mensalão e pela a operação Lava-Jato, que atingiram sobretudo petistas, acabam ecoando de forma mais intensa especialmente nas classes médias que ocupam essas cidades. São nas capitais e grandes centros que se concentraram manifestações contra os governos do PT nas últimas décadas, como pedidos de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff e grandes atos de apoio à Lava-Jato.

Prova da pouca adesão ao partido do presidente nas grandes cidades é que, em 2020, o PT não elegeu nenhum prefeito em capitais. No estado de São Paulo, por exemplo, são do PT apenas quatro das 545 prefeituras. —somente uma delas, Mauá, está entre as dez mais populosas. Das 92 cidades do Rio de Janeiro, o PT só comanda duas.

Por outro lado, em cidades menores, políticas públicas de transferência de renda implementadas nos primeiros governos petistas ainda “falam por Lula”. A pesquisa “A Cara da democracia”, divulgada em julho de 2022, mostrou que 55% dos eleitores afirmam que o Bolsa Família foi criado por Lula, demonstrando que a maioria da população relaciona seu nome ao benefício. Tanto é que a aprovação do presidente é maior entre aqueles com renda mais baixa, uma vez que 43% dos eleitores com renda familiar de até um salário mínimo consideram o governo ótimo ou bom, enquanto entre quem ganha mais de cinco salários mínimos, o número é de 36%.

Apoio no Nordeste

Quando consideradas as regiões do país, a aprovação do governo após cinco meses reflete o resultado das urnas, quando o Nordeste foi decisivo para garantir a vitória do petista no segundo turno. São os moradores dessa região os que mais aprovam o governo: 45% de avaliação como ótimo ou bom. O índice, porém, era de 55% em abril. No Sul, 31% consideram hoje a gestão ruim ou péssima.

A pesquisa Ipec ouviu 2 mil pessoas, entre os dias 1º e 5 de junho, em 127 cidades. A margem de erro é de dois pontos para mais ou menos dentro de um intervalo de confiança de 95%.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de em foco

GSI vai mudar e Aeronáutica deve ser empoderada na segurança de Lula
Por que viajar de avião está tão caro no Brasil
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Madrugada