Segunda-feira, 15 de Abril de 2024

Home Economia Balança comercial tem superávit de US$ 113,2 milhões na quarta semana de setembro

Compartilhe esta notícia:

A balança comercial brasileira registrou superávit de US$ 113,2 milhões na quarta semana de setembro de 2022. De acordo com dados divulgados nesta segunda-feira (26) pela Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Ministério da Economia, o valor foi alcançado com exportações de US$ 6,198 bilhões e importações de US$ 6,085 bilhões.

Em setembro, o resultado comercial acumula superávit de US$ 3,585 bilhões. No ano, o saldo é positivo em US$ 47,460 bilhões.

A média diária das exportações registrou nas quatro primeiras semanas de setembro aumento de 23,8% na comparação com o mesmo mês do ano anterior, crescimento de 48,9% em Agropecuária, crescimento de 3,7% em Indústria Extrativa e crescimento de 26,7% em Indústria de Transformação.

Já as importações subiram 27,5%, com crescimento de 5,3% em Agropecuária, crescimento de 11,9% em Indústria Extrativa, e, por fim, crescimento de 29,7% em Indústria de Transformação.

Exportações

Até a quarta semana de setembro, a Secex registrou crescimento de 48,9% nas exportações da Agropecuária, que somaram US$ 4,50 bilhões. O resultado foi impulsionado principalmente pelo aumento dos embarques de milho não moído, exceto milho doce (254,9%), café não torrado (43,9%) e soja (11,7%).

Nas vendas da Indústria Extrativa, o crescimento foi de 3,7%, chegando a US$ 5,57 bilhões. Os principais destaques foram os crescimentos das saídas de outros minerais em bruto (54%), outros minérios e concentrados dos metais de base (257,2%) e óleos brutos de petróleo ou de minerais betuminosos, crus (69,2%).

Já na Indústria de Transformação, as exportações aumentaram 26,7%, alcançando US$ 12,73 bilhões. Açúcares e melaços (44,9%), farelos de soja e outros alimentos para animais – excluídos cereais não moídos –, farinhas de carnes e outros animais (81,7%) e óleos combustíveis de petróleo ou de minerais betuminosos, exceto óleos brutos (65,8%) foram os produtos com destaque no aumento das vendas.

Importações

Na ponta das importações, em setembro, houve crescimento de 5,3% nas compras da Agropecuária, que chegaram a US$ 363,35 milhões até a quarta semana. Os principais aumentos foram dos desembarques de trigo e centeio, não moídos (17,2%), cevada, não moída (5.650,2%) e frutas e nozes não oleaginosas, frescas ou secas (30,8%).

A Indústria Extrativa também importou mais (11,9%), chegando a US$ 1,11 bilhão. As principais altas foram registados nas compras de pedra, areia e cascalho (107,6%), outros minerais em bruto (6,7%) e óleos brutos de petróleo ou de minerais betuminosos, crus (151%).

Já no lado da Indústria de Transformação, as importações já subiram 29,7% no mês, chegando a US$ 17,78 bilhões até a quarta semana. Os aumentos mais significativos foram das entradas de óleos combustíveis de petróleo ou de minerais betuminosos, exceto óleos brutos (172,3%), compostos organo-inorgânicos, compostos heterocíclicos, ácidos nucleicos e seus sais, e sulfonamidas (68,8%) e inseticidas, rodenticidas, fungicidas, herbicidas, reguladores de crescimento para plantas, desinfetantes e semelhantes (88,6%).

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Economia

Políticos e empresa de Sapiranga são alvo de ação do Ministério Público por improbidade administrativa
Receita Federal dos Estados Unidos cobra dados de movimentação cripto de banco da família Safra
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Madrugada