Sexta-feira, 23 de Fevereiro de 2024

Home Economia Bitcoin tem maior alta semanal em 4 meses; o que motiva recuperação? Entenda

Compartilhe esta notícia:

O Bitcoin (BTC) subiu mais de 5% na sexta-feira, atingindo o nível mais alto em um mês. O preço subiu para um pico de sessão de US$ 47.705, o maior desde janeiro, depois que os primeiros produtos de Bitcoin negociados em bolsa receberam aprovação regulatória nos Estados Unidos.

A alta teria sido impulsionada pelo que os analistas disseram ser uma enxurrada de compras antes do evento em abril conhecido como “halving“, que diminui a produção da moeda digital, e com desaceleração das recentes saídas de fundos negociados em bolsa.

A maior criptomoeda do mundo registrou alta de 5,5%, a US$ 47.829, na tarde de sábado (10), caminhando para uma alta de 10% na semana, o maior em uma semana desde outubro. O Ethereum (ETH) estava em alta de 3%, a US$ 2.499.

No mundo das criptomoedas, a semana é encerrada sempre nas noites de domingo, às 21 horas de Brasília.

Desempenho

O Bitcoin atingiu a maior alta em dois anos, um pouco acima de US$ 49.000, em janeiro, mas desde então vinha apresentado tendência de queda, sob pressão de uma onda de realização de lucros depois que a SEC finalmente aprovou os ETFs de Bitcoin à vista.

Segundo analistas, o salto de preços da sexta-feira foi considerado uma função da desaceleração das recentes saídas de ETFs e de uma explosão de compras antes do halving em abril.

“Com o Bitcoin de volta aos US$ 47 mil, os traders estão claramente se preparando para o halving”, disse o analista-chefe de mercados da Scope Markets, Joshua Mahony.

O fornecimento de Bitcoin é limitado a 21 milhões de unidades – dos quais 19 milhões já foram minerados. O halving corta pela metade a recompensa pela produção da moeda.

Perspectivas

Apesar da alta expressiva do Bitcoin nas últimas semanas, os especialistas ainda recomendam cautela ao investir nessa criptomoeda. A volatilidade do mercado é um fator importante a ser considerado, já que o Bitcoin é conhecido por suas variações bruscas de preço.

Além disso, é importante ressaltar que o Bitcoin é um ativo especulativo e que seu valor pode ser influenciado por diversos fatores, tornando difícil prever seu desempenho no curto prazo. Portanto, antes de tomar qualquer decisão de investimento, é fundamental estudar e entender o funcionamento do mercado de criptomoedas.

Impactos no mercado

A valorização do Bitcoin tem impactos significativos no mercado financeiro e para investidores individuais no Brasil. Para aqueles que já possuem investimentos em Bitcoin, a alta do preço da criptomoeda representa uma valorização de seu patrimônio, o que pode ser positivo.

No entanto, é importante lembrar que a volatilidade do mercado pode causar perdas expressivas em um curto período de tempo. Por isso, é fundamental que os investidores estejam preparados para lidar com a possibilidade de quedas bruscas nos preços do Bitcoin.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Economia

Saiba quem estava presente na reunião com Bolsonaro
Pela 1ª vez, aquecimento anual bate marca dos 1,5 ºC. Saiba o que isso significa
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Atualidades Pampa