Quarta-feira, 24 de Julho de 2024

Home Brasil “Boa noite, Cinderela”: polícia prende mulheres suspeitas de dopar e roubar turistas no Rio de Janeiro

Compartilhe esta notícia:

A Polícia Civil prendeu duas mulheres em flagrante no momento em que tentavam praticar o crime conhecido como “Boa noite, Cinderela” contra um turista alemão. A dupla foi localizada nas proximidades dos Arcos da Lapa, na Região Central do Rio, na madrugada do último domingo (7).

Segundo agentes da da 5ªDP (Mem de Sá), Jeniffer Barros Pecini, de 20 anos, e Rayane Salatiel Da Silva, de 27, já estavam sendo monitoradas pelo setor de inteligência da unidade. O objetivo das duas era levar a vítima até um hotel e dopá-la para roubar seus pertences.

A abordagem foi realizada por volta das 4h30, momentos antes do turista ingerir a droga, que oferece alto risco à saúde, e em alguns casos, pode levar à morte. Na ação, os policiais interceptaram um veículo de aplicativo que os levava até o hotel. Com elas, foram encontrados dois medicamentos que seriam utilizados para deixar a vítima inconsciente.

Ainda segundo informações obtidas pelos agentes, antes de solicitarem o carro de aplicativo, as criminosas tentaram entrar com o turista em outros três hotéis nas imediações da Lapa, que por já as conhecerem e saberem que a hospedagem era uma das etapas do roubo, não aceitaram admiti-las como hóspedes.

O crime conhecido como “boa noite cinderela” consiste em aplicar uma alta concentração de drogas na bebida da vítima, responsáveis por suprimir o sistema nervoso central, fazendo com que ela perca os sentidos e instaure um profundo quadro de sono e amnésia. Após a vítima ficar totalmente inconsciente, as criminosas roubam todos os seus pertences e fogem do quarto de hotel, deixando a pessoa desacordada.

Dentre as suspeitas, Jennifer possui ao menos cinco anotações criminais por roubo, praticado nas mesmas circunstâncias.

Golpe

O “Boa noite, Cinderela” é um golpe famoso por fazer com que as vítimas entrem em estado de inconsciência e, posteriormente, tenham bloqueios de memória.

As vítimas do “Boa noite, Cinderela” apresentam comportamentos que começam com uma leve euforia seguida por desinibição. A coordenação motora é afetada em seguida, e o entorpecimento é a última consequência das substâncias.

Os copos com bebidas alcoólicas são o principal meio usado por criminosos para introduzir as drogas, já que o contexto da pessoa bebendo disfarça o efeito do entorpecente. Além disso, a substância é potencializada pelo álcool, uma vez que ele também atua como depressor do sistema nervoso.

Para prevenir o golpe, os cuidados recomendados são:

* Não abandonar o copo em ambiente público. Caso a pessoa descuide da bebida por um tempo, ela deve ser descartada.

* Dar preferência às bebidas com embalagens fechadas, principalmente em festas. As que são manipuladas, como caipirinhas, passam pelas mãos de outras pessoas antes de chegar ao consumidor. Inserir as drogas é mais difícil nos produtos que são abertos pela própria pessoa.

* Observar o aspecto e gosto da bebida. Algumas substâncias alteram a coloração do líquido quando entram em contato com ele, além de provocar alteração de sabor.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Hospital deve se abster de fazer transfusões sanguíneas em paciente religioso
Fotos e vídeos de crianças são roubados das redes sociais para alimentar mercado criminoso
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Atualidades Pampa