Quinta-feira, 02 de Dezembro de 2021

Home em foco Bolsonaro inicia viagem de uma semana a três países árabes

Compartilhe esta notícia:

O presidente Jair Bolsonaro embarcou nesta sexta-feira (12) para uma viagem oficial em que vai visitar os Emirados Árabes Unidos, Bahrein e Catar. O objetivo principal é buscar investimentos para o Brasil, mas as conversas também devem incluir os temas de inovação e exportações.

Segundo o embaixador Kenneth Félix da Nóbrega, secretário de Negociações Bilaterais para o Oriente Médio, Europa e África do Itamaraty, a região é vista como destino privilegiado para o agronegócio brasileiro, além de oferecer oportunidades na área de defesa e investimentos.

“São países que detêm grandes fundos soberanos que já expressaram interesse em investimento em grandes obras de infraestrutura no Brasil. Além disso, são países que buscam diversificar a sua base econômica e, portanto, vêm investindo muito em tecnologia e inovação”, apontou.

Bolsonaro partiu na manhã desta sexta a caminho de Lisboa, onde vai fazer uma escala para chegar em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, a primeira parada na viagem, onde chega neste sábado (13). A primeira-dama, Michelle Bolsonaro, o acompanha.

O primeiro compromisso do presidente é no domingo (14) pela manhã (hora local): uma visita à feira de aviação militar e civil Dubai Air Show. Em seguida, ele tem uma reunião com o príncipe herdeiro de Abu Dhabi, Mohamed Bin Zayed Al Nahyan, seguida de um almoço e “possivelmente”, segundo o Itamaraty, da assinatura de atos internacionais entre os dois países.

Depois, provavelmente à tarde, Bolsonaro também deve visitar uma planta da BRF.

Na segunda-feira (15), o presidente vai fazer a abertura do fórum de investimentos organizado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) em parceria com a Apex e comparecer à Expo 2020 em um evento que marca o “Dia do Brasil”. O evento deve começar pela manhã (hora local).

Ainda na segunda, está previsto um encontro com o primeiro-ministro dos Emirados Árabes, sheik Mohammed Bin Rashid Al Maktoum, sem horário previsto.

O embaixador Sidnei Romero, diretor do departamento de Oriente Médio no Itamaraty, ressalta que é um ótimo momento para o país se inserir mais fortemente na região porque os países estão buscando novos mercados.

“Temos metas muito ambiciosas em relação aos Emirados Árabes, queremos um número maior de empresas brasileiras, mais investimentos de fundos soberanos em áreas de nosso interesse, como infraestrutura”, disse.

Bolsonaro parte para Manama, capital do Bahrein, na terça-feira (16). O principal evento durante a estada será a participação na abertura da embaixada do Brasil no país. Ele também deve ser recebido pelo rei Hamad Bin Isa Al Khalifa.

Na quarta-feira (17), o presidente já estará em Doha, no Catar, para se reunir com o emir do país, Tamim Bin Hamad Al Thani, provavelmente pela manhã (horário local). Há previsão de uma reunião ampliada com a comitiva brasileira seguida de um almoço oferecido pelo emir.

De tarde, Bolsonaro deve visitar o estádio Lusail, onde será a final da Copa do Mundo de 2022. Existe uma possibilidade, ainda não confirmada, de um encontro com executivos da Fifa. O último compromisso da viagem é um jantar oferecido por Bolsonaro a empresários. O regresso ao País será na quinta-feira (17).

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de em foco

Seleção brasileira não encanta contra a Colômbia, mas ganho de corpo é nítido
Bolsonaro vai discutir pós-pandemia e alta do petróleo em viagem ao Oriente Médio
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Madrugada