Segunda-feira, 29 de Novembro de 2021

Home Brasil Brasil registra 451 mortes por coronavírus e 16.853 diagnósticos positivos em 24 horas

Compartilhe esta notícia:

As autoridades de saúde totalizaram até esta quinta-feira (21), 604.679 mortes por coronavírus em todo o Brasil. Em 24 horas, os órgãos de saúde de Estados e municípios confirmaram 451 óbitos.

Ainda há 3.051 falecimentos em investigação. Essa situação ocorre pelo fato de haver casos em que o paciente morreu, mas a investigação sobre a causa ainda demandar exames.

Os dados estão na atualização diária do Ministério da Saúde, divulgada nesta quinta-feira. O balanço consolida informações sobre casos e mortes levantadas pelas secretarias municipais e estaduais de saúde. Apenas o Estado do Ceará não atualizou os dados.

Ainda conforme as secretarias estaduais e municipais de saúde, a quantidade de pessoas que contraíram covid desde o início da pandemia alcançou 21.697.341. Entre quarta-feira e esta quinta, foram confirmados 16.853 novos diagnósticos positivos da doença.

Ainda há 216.663 casos em acompanhamento, de pessoas que tiveram o quadro de covid-19 confirmado. O número subiu nesta quinta em relação a quarta-feira, quando havia 215.205 casos ativos sendo acompanhados por equipes de saúde.

Até esta quinta-feira, 20.875.999 pessoas se recuperaram do coronavírus.

Nos Estados, segundo o balanço do Ministério da Saúde, São Paulo segue no topo do ranking com mais mortes por coronavírus registradas até o momento – são 151.386 vítimas fatais da pandemia. Em seguida está o Rio de Janeiro (67.774), Minas Gerais (55.347), Paraná (40.063) e Rio Grande do Sul (35.278).

Já os Estados com menos óbitos resultantes da covid são Acre (1.842), Amapá (1.989), Roraima (2.022), Tocantins (3.851) e Sergipe (6.024). Acre e Amapá não tiveram novas mortes nas últimas 48 horas.

Esquema vacinal

Dados do Ministério da Saúde divulgados nesta quinta-feira (21) apontam que mais de 20 milhões de pessoas ainda não voltaram ao posto de vacinação para completar o esquema vacinal contra a covid-19 em todo o Brasil. O levantamento considera apenas casos em que o prazo estipulado para a segunda dose já venceu. Se todos tivessem cumprido o prazo, o Brasil teria mais de 80% do público-alvo (12 anos ou mais) completamente vacinado.

Quem vai ao posto de vacinação tomar a primeira dose já sabe quando precisa retornar para completar a vacinação. A data de retorno normalmente é anotada no próprio cartão de vacina. Em comunicado, o Ministério da Saúde reforçou a importância dessa ação dentro do intervalo recomendado para cada imunizante. “Só assim as vacinas irão atingir a efetividade necessária contra a covid-19”, diz a pasta.

De acordo com os últimos boletins epidemiológicos divulgados pelo governo federal, a média móvel de óbitos registra uma queda de 87% se comparado com o pico da pandemia, em março e abril deste ano.

Até o momento, o Ministério da Saúde enviou aos estados e ao Distrito Federal mais de 320 milhões de doses de vacina contra covid-19. Ao todo, 151,9 milhões de pessoas receberam a primeira dose. O número de pessoas com o esquema vacinal completo soma 111,8 milhões, o que é mais da metade da população.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Governadores debatem proposta de mudança do cálculo da cobrança do ICMS dos combustíveis com presidente do Senado
Governo gaúcho promete investir mais de 280 milhões de reais na segurança pública
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Bom Dia