Domingo, 21 de Abril de 2024

Home Economia Brasileiros reservam menos dinheiro para pagar dívidas

Compartilhe esta notícia:

Uma pesquisa realizada pela Paschoalotto mostrou que, entre maio e julho de 2022, os brasileiros reservaram menos dinheiro para pagar as dívidas. Segundo o levantamento, o valor médio recebido de contas atrasadas caiu 11,7% em todo o país na comparação entre fevereiro e abril do mesmo ano.

Entre as regiões, o Nordeste apresentou a maior queda, de 24,1%, seguido pelo Sul, com recuo de 23,2%. Na sequência aparecem o Norte e o Centro-Oeste, com saldo negativo de 20,3% e 13,2%, respectivamente, no período. O Sudeste, por sua vez, foi a única região que caiu abaixo de dois dígitos, com recuo de 6,1%.

Comportamento

No geral, a média de recebimento de contas atrasadas foi de R$ 572,20 entre maio e julho, R$ 124,68 menor que a registrada entre fevereiro e abril, quando totalizou R$ 647,68. O maior valor de pagamento foi registrado no Centro-Oeste, de R$ 696,88, enquanto o Nordeste apresentou a menor média, de R$ 421,62.

Segundo Reinaldo Cafeo, economista-chefe da Paschoalotto, houve uma mudança de comportamento das pessoas que justifica tal redução de pagamento de dívidas no período analisado. “Os brasileiros priorizaram melhorar a cesta de produtos que levam para a mesa para voltar a ter um padrão de consumo que não tinham há algum tempo em vez de focar na inadimplência”, diz.

“Isso explica porque as pessoas estão se endividando mais apesar do aumento da taxa de emprego. O cenário tem mais a ver com o comportamento das famílias do que com a situação macroeconômica do país”, complementa.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Economia

Vacinação contra covid, gripe e pólio será no Lindóia Shopping neste sábado em Porto Alegre
CPFs que declararam operações com criptos cresce mais de quatro vezes em 12 meses
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Show de Notícias