Quarta-feira, 01 de Dezembro de 2021

Home Economia Café, açúcar e ovo deixam compra no supermercado mais cara

Compartilhe esta notícia:

O pó de café, o açúcar e o ovo foram os grandes vilões das compras de supermercado nos últimos nove meses, segundo o indicador Abrasmercado, da Abras (Associação Brasileira dos Supermercados) divulgado nesta sexta-feira (12).

O índice avalia o comportamento dos preços de 35 produtos de largo consumo nos supermercados.

O café, tradicional nas casas e escritórios brasileiros, registrou alta de 33,9% no acumulado de janeiro a setembro deste ano, seguido por:

• Açúcar (30,3%);
• Ovo (22,5%);
• Frango congelado (21,3%);
• Carne dianteiro (12,9%);
• Carne traseiro (8,9%);
• Leite longa vida (4,9%);
• Feijão (1,8%); e
• Óleo de soja (1,5%).

Em um ano – de setembro de 2020 a setembro de 2021 –, o preço do frango congelado subiu 40,2%, seguido por:

• Açúcar (38,8%);
• Café (37,1%);
• Óleo de soja (34,9%);
• Carne dianteiro (28,7%);
• Ovo (27,7%);
• Carne traseiro (26,0%);
• Pernil (9,0%);
• Feijão (8,8%);
• Arroz (0,8%); e
• Leite longa vida (0,6%).

O arroz, um dos grandes vilões da cesta básica nacional, resolveu dar um alívio no bolso do consumidor, registrando baixa de 14,5% no acumulado do ano e de 30,9% em 12 meses.

Na sequência aparece a cebola: baixa de 19,7% no acumulado do ano e de 30,9% em 12 meses.

Variação de preço por marca pode chegar a 234%

A pesquisa da Abras também trouxe uma novidade nesta edição: a comparação de preço de produtos como arroz, feijão, óleo de soja, açúcar, café e leite longa vida por marca.

A maior variação foi registrada no preço do pacote de espaguete (500g). A diferença de preço entre o produto mais barato (R$ 1,76) e do mais caro (R$ 5,99) era de 234%.

Confira a variação de preço de alguns produtos listados pela Abras:

• Café torrado e moído (pacote de 500g): de R$ 7,79% a R$ 18,88, diferença de 142%
• Feijão (pacote de 1kg): de R$ 3,69 a R$ 8,19, diferença de 121%;
• Arroz tipo 1 (pacote de 5kg): de R$ 14,89 a R$ 28,90, diferença de 94,1%;
• Bisteca suína (o quilo): de R$ 14,95% a R$ 27,90, diferença de R$ 86,6%;
• Tomate (o quilo): de R$ 6,98 a R$ 12,90, diferença de 84%;
• Cebola (o quilo): de R$ 1,79 a R$ 3,29, diferença de 83,8%;
• Peça da carne de acém (o quilo): de R$ 22,90 a R$ 38,90, diferença de 69,90%;
• Leite longa vida (caixa de 1 litro): de R$ 2,95 a R$ 4,99, diferença de 69%;
• Ovos brancos (dúzia): de R$ 5,98 a R$ 9,90, diferença de 65%;
• Peça da carne coxão duro (o quilo): de R$ 32,90 a R$ 44,50, diferença de 35,2%;
• Frango inteiro congelado (o quilo): de R$ 9,89 a R$ 12,99%, diferença de 31%;
• Óleo de soja (900 ml): de R$ 7,59 a R$ 9,69, diferença de 27,7%;
• Açúcar (pacote de 1 kg): de R$ 3,59 a R$ 4,09, diferença 14%.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Economia

No RS, 9 em cada 10 óbitos por Covid em adultos jovens são de pessoas sem vacinação completa
CBF demite Leonardo Gaciba da presidência da comissão de arbitragem
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Tarde