Segunda-feira, 23 de Maio de 2022

Home coronavírus Campanha de vacinação contra a Covid completa 1 ano no Rio Grande do Sul

Compartilhe esta notícia:

Na véspera de iniciar a vacinação de crianças de cinco a 11 anos contra a Covid-19, o Rio Grande do Sul comemora nesta terça-feira (18) um ano dos primeiros gaúchos a receber uma dose do imunizante. Em 18 de janeiro de 2021, Eloina, Jorge, Carla, Joelma e Aline se tornaram símbolos do início da vacinação no RS, cada um pertencente a um dos grupos prioritários elencados pelo Ministério da Saúde aptos a receberem a aplicação antes da população geral. O ato simbólico foi realizado no Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA), em dia histórico e de esperança.

Desde então, o Governo do Estado vem entregando vacinas com regularidade para manter os municípios abastecidos e prontos para aplicar a vacina. Os municípios, responsáveis pela execução da aplicação das doses, recorreram a diversas estratégias para atingir os públicos em cada etapa da campanha de vacinação e evitar aglomerações, como drive-thrus, mutirões, visitas domiciliares, horários estendidos dos postos de saúde, além de chamamentos nos veículos de imprensa locais e redes sociais.

Os primeiros grupos que foram vacinados foram profissionais na linha de frente da pandemia, os idosos residentes de instituições de longa permanência e população indígenas em aldeias. Depois foi a vez dos demais profissionais de saúde, idosos não institucionalizados e pessoas com deficiência em Residências Inclusivas. Gradativamente, as doses foram destinadas a públicos diversos, sempre priorizando quem estava mais suscetível ao agravamento da doença e objetivando reduzir as internações nas Unidades de Tratamento Intensivo (UTI) em consequência da Covid-19.

Em abril de 2021, foi aberta a campanha de adultos com alguma comorbidade, como diabetes, doenças cardíacas, imunossuprimidos e outras. A partir do mês de junho, iniciou a vacinação para a população em geral, seguindo ordem cronológica de trás para frente (iniciando nos mais velhos, 59 anos, e, aos poucos, liberando para os mais novos). Em setembro, foi a vez dos adolescentes de 12 a 18 anos começarem a receber a vacina contra a Covid-19, em paralelo à dose de reforço, que passou a ser aplicada nos primeiros imunizados. Na sequência, passou-se a disponibilizar doses de reforço a todos, conforme fosse completando seis meses do esquema vacinal completo.

Neste meio tempo, o Governo do Estado realizou diversas ações para estimular a vacinação da população e qualificar a rede de distribuição e armazenamento de imunobiológicos, como imunizantes. Entre as ações, destacam-se o Prêmio Te Vacina RS, que distribuiu R$ 1,25 aos municípios com maiores índices de vacinação, e frequentes reuniões extraordinárias da Comissão Intergestores Bipartite, entre Estado e Conselho das Secretarias Municipais de Saúde do Rio Grande do Sul (Cosems/RS), para definição da entrega das doses.

Quase 20 milhões de doses

Nesta terça-feira (18), o painel de monitoramento da vacinação no Estado mostra quase 20 milhões de doses aplicadas no território gaúcho, contando primeiras doses, segundas doses, doses únicas e doses de reforço. Isto representa 85,4% da população apta a receber a vacina no Estado com esquema completo (duas doses ou dose única).

Porém, os dados ainda são parciais, visto que o painel de monitoramento voltou a entrar em funcionamento apenas na última segunda-feira (17), após o ataque cibernético aos sistemas do Ministério da Saúde, no início do mês de dezembro/21. Algumas instabilidades ainda podem ocorrer até a plena reestabilização do sistema.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de coronavírus

Inflação foi menor para classes de renda mais altas em 2021, aponta Ipea
Reino Unido registra 438 mortes por Covid em 24 horas, maior número diário em mais de um ano
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Atualidades Pampa