Quinta-feira, 26 de Maio de 2022

Home Rio Grande do Sul Cartórios gaúchos registram em janeiro o maior número de mortes para o mês desde 2003

Compartilhe esta notícia:

Os Cartórios de Registro Civil gaúchos registraram, em janeiro deste ano, o maior número de óbitos para o mês desde o início da série histórica, em 2003, com um aumento de mais de 50% nos falecimentos por pneumonia em comparação com o mesmo período de 2021.

Em janeiro, foram registrados 9.833 óbitos no Rio Grande do Sul, um aumento de 9% em relação a igual período de 2021 (8.983 mortes) – que já havia registrado crescimento de 20% nas mortes em relação a janeiro de 2020, ainda antes do início da pandemia de coronavírus no País.

As mortes por pneumonia no RS passaram de 896 em janeiro de 2021 para 1.396 neste ano. Em 2020, foram 897 óbitos causados pela doença. Os dados constam no Portal da Transparência do Registro Civil, administrado pela Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais.

“Diante do avanço da variante ômicron, o Rio Grande do Sul passou a bater recordes de infecções no mês de janeiro. Os cartórios gaúchos continuam acompanhando em tempo real a evolução das mortes cardiovasculares e relacionadas à Covid-19, com os dados disponíveis no Portal da Transparência, o que muito auxilia para que os governos locais possam projetar como lidar com a situação”, disse o presidente da Arpen/RS (Associação dos Registradores de Pessoas Naturais do Estado do Rio Grande do Sul), Sidnei Hofer Birmann.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Rio Grande do Sul

Papa presta solidariedade às vítimas das chuvas em Petrópolis, na Região Serrana do Rio
Moradores e comerciantes de Porto Alegre apostam em tecnologia para combater a criminalidade
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Madrugada