Segunda-feira, 23 de Maio de 2022

Home Rio Grande do Sul Com alunos em janeiro e fevereiro, escolas infantis gaúchas reforçam prevenção ao coronavírus

Compartilhe esta notícia:

Com atividades pedagógicas mantidas em escolas infantis gaúchas durante janeiro e fevereiro, representantes do segmento têm se reunido e acompanhado as diretrizes das autoridades municipais e estaduais sobre o combate à pandemia de coronavírus. Na pauta está o constante ajustamento aos protocolos, incluindo testagem e isolamento de eventuais infectados.

A informação é da Associação das Escolas Privadas de Educação Infantil do Rio Grande do Sul (Aepei-RS), em nota assinada pela diretora-executiva e pedagoga Fabiane Vitória.

“Com toda a experiência adquirida e pioneirismo na retomada da educação no Estado já em 2020, além dos protocolos sanitários colocados em prática, ao longo de mais de um ano as instituições de ensino que atendem exclusivamente à primeira infância se reafirmam como ambientes de segurança e controle”, ressalta o texto.

“A Aepei-RS destaca o seu comprometimento com as crianças e suas necessidades, em todos seus aspectos de seu desenvolvimento e de seus direitos, o que inclui assegurar o espaço escolar com zelo e responsabilidade”, diz a entidade. “Nossa bandeira é a infância e, por ela, toda a centralidade de nossos esforços e valores para um futuro melhor para todos.”

Porto Alegre

Na sexta-feira (21), a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) de Porto Alegre divulgou documento intitulado “Protocolo para Escolas”. A base é a Nota Técnica estadual nº 41 e outras diretrizes atualizadas. Confira, a seguir, as principais medidas preconizadas pelo documento:

– Observação diária de sintomas: indagação sobre dias anteriores (até 2 dias) e presença de sintomas em si e em familiares, incluindo professores e funcionários;

– Uso obrigatório de máscaras adequadas por professores, funcionários e alunos a partir de 12 anos, abaixo desta idade o uso é recomendado;

– Distanciamento físico de pelo menos um metro entre as pessoas nos ambientes com ventilação cruzada natural e uso de máscaras;

– Para fins de distanciamento físico no ensino infantil, deverá ser observada a lotação não superior a 15 (quinze) alunos por turma;

– Orientar alunos e trabalhadores a evitarem comportamentos sociais tais como aperto de mãos, abraços e beijos;

– As reuniões e eventos presenciais devem seguir as normas de distanciamento, ventilação natural e mascaramento de todos os participantes;

– Fazer uso escalonado e restrito do refeitório entre funcionários, professores e alunos. O uso de máscara é  dispensado apenas no momento da refeição, no local demarcado para essa finalidade e respeitando-se o distanciamento;

– As escolas que não estão em atividade com alunos devem seguir as orientações para prevenção de surtos e cuidados relacionados à covid em ambientes de trabalho.

– Caso um aluno apresente sintomas na escola, ele deverá ser imediatamente isolado em sala própria para esse fim e seu responsável deverá ser chamado para que seja feito o encaminhamento para avaliação em posto de saúde.

– A sala que ficará como referência para o isolamento de alunos sintomáticos deverá acomodar um aluno por vez, sendo que esse deve permanecer apenas enquanto aguarda os pais ou responsáveis. Deve ser preferencialmente uma sala arejada, a qual deverá ser higienizada após a permanência de cada aluno. Se a escola não dispõe de mais salas para isolar mais de um estudante, pode-se mantê-los na mesma sala, desde que mantida a ventilação natural da sala, respeitado o distanciamento e o uso de máscara.

– Ao primeiro caso positivo, a escola deverá comunicar imediatamente sua Coordenadoria de Saúde. Caso se confirme um segundo caso positivo, a escola deve registrar o surto por meio de planilha compartilhada com a Vigilância em Saúde.

(Marcello Campos)

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Rio Grande do Sul

Liminar obtida pelo setor calçadista libera cargas retidas por operação-padrão da Receita Federal no porto de Rio Grande
Em 24 horas, o Brasil registrou 157.393 casos confirmados de covid
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa News