Segunda-feira, 15 de Agosto de 2022

Home Colunistas Desembargadora Iris Helena Medeiros Nogueira poderá assumir o governo do Estado do RS

Compartilhe esta notícia:

Diante das anunciadas viagens do governador Ranolfo Vieira Júnior (PSDB) ao exterior, com previsão de agendas em países como Israel, Holanda e Alemanha, caso seja encaminhado pedido de licença, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Valdeci Oliveira (PT), candidato à reeleição, que está na linha de sucessão, não poderá assumir o governo sob pena de tornar-se inelegível.

Neste caso, conforme prevê a Constituição, assumiria o governo do Estado interinamente a presidente do Tribunal de Justiça do RS, desembargadora Iris Helena Medeiros Nogueira.

Auxílio Brasil garante ajuda a famílias carentes

Fracassou o ambicioso Auxílio Emergencial Gaúcho, anunciado com alarde pelo ex-governador Eduardo Leite. Felizmente, para os milhares de cidadãos prejudicados pelo “fica em casa que a economia a gente vê depois”, o pagamento do Auxílio Brasil, que substitui o Bolsa Família e garante o dobro do benefício, vem sendo feito normalmente pelo governo federal em todo o País, e no Rio Grande do Sul.

O novo benefício do Governo Federal teve o primeiro pagamento feito em novembro do ano passado para 14,5 milhões de brasileiros e recentemente foi ampliado para atender 18 milhões de famílias.

Marcel Van Hatten: “STF usurpa, mais uma vez, funções do Congresso”

Uma das poucas vozes no Congresso Nacional a se insurgir, o deputado federal Marcel Van Hattem (Novo) usou as redes sociais para protestar contra a decisão do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, que monocraticamente suspendeu os decretos do governo federal que reduzem impostos sobre Produtos Industrializados.

A decisão é válida para os produtos que são produzidos na Zona Franca de Manaus. O deputado acusa o ministro do STF de usurpar as competências do Executivo. Ele ainda cobrou uma reação do Congresso ao que classificou como “desmandos” da Suprema Corte: “Onde vamos parar? Mais uma vez o Supremo Tribunal Federal, pelas mãos do ministro Alexandre de Moraes, está extrapolando suas competências e interferindo em decisões que cabem ao Executivo! Inacreditável.”

A verdade: o ex-presidiário foi condenado em 1ª, 2ª e 3ª instâncias.

Ante a narrativa que vem sendo feita pelo PT para desinformar em relação às condenações do ex-presidiário Lula, o vereador Carlos Bolsonaro (PL-RJ) esclarece a fake news da esquerda:

“O PT explora a soltura do Lula como se ele tivesse sido inocentado por uma turma do Supremo (3×2). Se coloca de vítima, “esquecendo-se” que foi condenado por corrupção e outros crimes em 1a, 2a e 3a instâncias em passado recente.”

A esquerda pode tudo nesse país?

Ao comentar o pagamento de R$ 100 mil com dinheiro do orçamento da prefeitura de São Paulo para um show de Daniela Mercury em comício com a participação do ex-presidiário Lula, o jornalista J.R. Guzzo compara se o fato tivesse ocorrido com Jair Bolsonaro:

“Imaginem por uns instantes, só para se ter a ideia de um cataclisma de proporções interplanetárias, o que aconteceria neste país se descobrissem que uma dessas passeatas de motocicleta que o presidente Jair Bolsonaro vive fazendo por aí tivesse recebido uma contribuição de R$ 100 mil saída de algum cofre público. É melhor nem pensar. No mínimo, ele seria preso com tornozeleira pelo ministro Alexandre de Moraes, sua chapa seria declarada inelegível pelo ministro Fachin e as instituições entrariam imediatamente em transe. Mas meter a mão em dinheiro do Erário, no Brasil de hoje, só é problema se for coisa da direita; se for da esquerda, não há problema nenhum. Que sossego, não? Ficam salvas as instituições.”

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Colunistas

“Lucraço” da Petrobras põe até gigantes no chinelo
Bolsonaro virou nas faixas de 25 a 59 anos em SP
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Atualidades Pampa