Terça-feira, 16 de Abril de 2024

Home Cláudio Humberto Doações milionárias dobram em uma semana

Compartilhe esta notícia:

Praticamente dobrou o número de pessoas físicas que tiraram mais de R$1 milhão do próprio bolso para doar ou “investir” em campanhas eleitorais, ao passar de 18 para 35 em apenas uma semana. Com o fim das doações empresariais, depois dos escândalos de corrupção em governos do PT, o total doado por cidadãos somado aos recursos dos próprios candidatos investidos nas campanhas supera R$500 milhões.

Dinheiro privado
As doações de empresários milionários fazem lembrar o financiamento privado de campanhas, oficialmente banido no País. Só oficialmente.

Nem se compara
Mesmo somando os valores, o montante representa 10% do que foi disponibilizado na excrescência do fundão eleitoral, criado por políticos.

Sempre ele
O empresário Ruben Ometto, da distribuidora de combustíveis Raízen, segue líder disparado. Ometto já distribuiu R$7,3 milhões na campanha.

Irmãos unidos
Os gêmeos bilionários Alexandre e Pedro Grendene completam o pódio com R$4,935 milhões e R$3,265 milhões doados, respectivamente.

Só o Brasil pediu paz no conselho de segurança
O embaixador Carlos França, ministro das Relações Exteriores do Brasil, fez o mais importante discurso no conselho de segurança da ONU, nesta quinta (22), apelando ao cessar-fogo e à paz na Ucrânia, e lembrou que somente a diplomacia pode promover o fim do conflito. Todos os demais chanceleres e até o confuso secretário-geral António Gutérres, pintados para a guerra, optaram pela lacração e nem sequer citaram a palavra “paz”. Preferiram reiterar condenações ao presidente russo Vladimir Putin

Lavrov vazou
O chanceler Sergey Lavrov fez um discurso duro, em defesa da Rússia, e depois abandonou o recinto para não ter de ouvir desaforos.

Senhores da guerra
O secretário de Estado americano Antony J. Blinken seguiu a toada do chefe Joe Biden, chamando Putin para a briga.

Tem gente com fome
Após abandonar a condição de mediar a paz, Gutérres agora apela à exclusão dos fertilizantes dos bloqueios. O Brasil fez isso e se deu bem.

Fonte de custeio
O STF suspendeu o piso dos enfermeiros sem apontar a fonte de custeio para o próprio aumento, de custo bilionário para quem paga impostos. Ali, os salários serão dez vezes maiores que o piso dos enfermeiros.

Cenas do crime
Se “voltar à cena do crime”, como definiu o vice Geral Alckmin, o petista Lula promete fazer mais do mesmo e desfazer conquistas positivas da sociedade como teto de gastos, reforma trabalhista, privatizações. E quer recriar ministérios como o da Previdência, fontes da corrupção petista.

São uns artistas
Há pessoas que alimentam tanto fascínio pelo poder que, certa vez, ao ser solicitado pelo juiz Ademar Silva Vasconcelos, em Planaltina (DF), a informar sua ocupação, o réu tascou: “deputado distrital não eleito”.

Highlander
Com a aposentadoria da petista histórica Arlete Sampaio, no Distrito Federal, apenas um deputado do PT tenta retornar à Câmara Legislativa, este ano: Chico Vigilante, que pode conquistar seu quarto mandato.

Retrato torcedor
Durante 47 dias, em agosto e setembro de 2014, Datafolha, Ibope (Ipec) e outros insistiram em (ao menos) 25 pesquisas que Dilma e Marina iriam ao 2º turno. Aécio “apareceu” apenas nos três últimos dias de campanha.

O tempo passa
A partir desta sexta-feira (23) faltam apenas nove dias para a eleição 2022. A nove dias da eleição em 2006, o jornal O Globo chamava o governo Lula de “bipolar”, durante a campanha de reeleição do petista.

Tamanho
Curioso detalhe sobre o candidato a governador adotado pelo PT, no DF. Leandro Grass (PV) foi o deputado distrital eleito com o menor número de votos, em 2018: apenas 6.578. O mais votado teve quase 30 mil.

Xerife diferente
Mais de 1.300 russos foram presos após protestos contra a guerra na Ucrânia. Os jovens saíram às ruas contra a intensificação do conflito, mas no país de Vladmir Putin criticar essa guerra é “antidemocrático”.

Pensando bem…
…tá combinado: as imagens oficiais do Bicentenário são as da cerimônia de 8 de setembro.

PODER SEM PUDOR
Hábitos apurados
Muita gente ficou escandalizada com o Romanée-Conti de R$6 mil que o marqueteiro Duda Mendonça ofereceu a Lula após ser eleito presidente, certamente achando que o petista tinha mais era que continuar bebendo a pinga com cambucy dos seus tempos metalúrgicos. Mas há muito Lula saboreia bons vinhos. Quando foi libertado do Dops, nos anos 1980, o jornalista Mino Carta (genial criador de Veja, IstoÉ e Carta Capital, entre outros) convidou Lula e Marisa para jantar. E abriu um magnífico Brunello de Montalcino, que guardara durante vinte anos para uma ocasião especial.

Com André Brito e Tiago Vasconcelos

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Cláudio Humberto

STF custa mais caro que a família real britânica
Bolsonaro tem maior média semanal em pesquisas
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Show de Notícias