Domingo, 26 de Maio de 2024

Home Tecnologia Elon Musk nega caso com mulher de cofundador do Google

Compartilhe esta notícia:

O bilionário Elon Musk usou o Twitter para negar que tenha tido um caso com a mulher de seu amigo e cofundador do Google, Sergey Brin.

Segundo reportagem publicada pelo jornal Wall Street Journal, Musk e Nicole Shanahan supostamente tiveram um encontro romântico no evento Art Basel, em Miami.

“Isso é uma besteira total. Sergey e eu somos amigos e estávamos juntos em uma festa na noite passada! Em três anos, vi Nicole apenas duas vezes – em ambas as ocasiões, com muitas pessoas ao redor. Nada romântico.”

Fontes disseram ao Wall Street Journal que Sergey e Nicole já haviam se separado, mas ainda viviam juntos. Ainda de acordo com o jornal, o relacionamento entre os dois entrou em crise durante o lockdown imposto pela pandemia de covid e por conta da filha de três anos do casal.

Segundo o jornal, o relacionamento entre Musk e Nicole aconteceu pouco depois do fim do casamento entre o bilionário e a cantora e compositora Claire Boucher, conhecida como Grimes, em setembro de 2021.

No início de julho, por conta de outro relacionamento, Musk assumiu a paternidade de duas crianças. A mãe é Shivon Zilis, executiva da Neuralink, uma startup do bilionário que, segundo ele, tem o objetivo de “conectar nossos cérebros a computadores”.

O site Business Insider afirmou que teve acesso a documentos judiciais em que Musk pedia a inclusão de seu sobrenome aos das crianças. Com elas, o bilionário tem agora nove filhos.

Twitter

O Twitter revelou os resultados financeiros para o segundo trimestre de 2022. De acordo com a rede social na semana passada, a companhia teve um prejuízo líquido de US$ 270 milhões. Além disso, a empresa revelou que gastou US$ 33 milhões devido ao acordo com o CEO da Tesla e SpaceX, Elon Musk.

Este é o primeiro relatório financeiro divulgado pela companhia desde que, em abril, Elon Musk manifestou interesse em comprar a rede social. O acordo, no entanto, foi declinado pelo executivo em 8 de julho. Agora, as duas partes enfrentam uma longa disputa judicial, que já tem um julgamento marcado para outubro.

Não à toa, o relatório traz um destaque ao falar sobre custos e despesas, que teve um crescimento de 31% em relação ao mesmo período do ano passado. Isto porque, dos US$ 1,52 bilhão, US$ 33 milhões foram destinados à “aquisição pendente do Twitter”. Já os gastos relacionados às rescisões foram de US$ 19 milhões.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Tecnologia

Dois a cada três brasileiros relatam problemas de sono; mulheres são mais afetadas
O que os nudes de Britney Spears dizem sobre liberdade e aprisionamento feminino
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Show de Notícias