Sábado, 18 de Maio de 2024

Home Rio Grande do Sul Em terceiro dia de missão oficial, governo gaúcho manifesta interesse por voo direto à Itália

Compartilhe esta notícia:

O terceiro dia de missão oficial do governo gaúcho à Itália, nessa terça-feira (16), foi marcado por encontros com o empresários e investidores na capital, Roma. Dentre os destaques da agenda, a divulgação de potencialidades comerciais do Rio Grande do Sul e a manifestação de interesse em um voo direto de Porto Alegre até o país europeu.

No que se refere à hipótese à rota aérea, o assunto foi discutido pelo governador Eduardo Leite e executivos da companhia ITA Airways, que se comprometeu a analisar a viabilidade financeira e logística da operação. Ele argumentou que o Estado apresenta diversas condições favoráveis à iniciativa, como a localização geográfica.

“Temos voos diretos da capital gaúcha para Santiago do Chile e Montevidéu [Uruguai], mas esses dois países não contam com voos diretos para a Itália. O sucesso dos voos disponíveis entre Porto Alegre e Lisboa [Portugal], com ocupação média de 80%, mostram que há demanda para novos voos do Rio Grande do Sul à Europa”.

Outro ponto sublinhado por Eduardo Leite foi a existência de uma política de incentivo ao setor, com menores impostos sobre o querosene de aviação e um maior número de voos regionais entre os Estados. Por fim, chamou a atenção para o fato de que em 2025 será celebrado o aniversário de 150 anos da imigração italiana em solo gaúcho, fato histórico responsável por uma forte ligação cultural e identitária.

Destino de investimento

Antes, a comitiva havia se reunido na Embaixada do Brasil em Roma com representantes da Sace (agência pública de fomento), da Simest (agência privada no segmento financeiro) e do banco privado Intesa Sanpaolo (banco privado). Foram ressaltados projetos do governo gaúcho em infraestrutura, saneamento básico, mobilidade, segurança e lazer, dentre outros.

Eduardo Leite enalteceu o trabalho de sua gestão para tornar o Rio Grande do Sul um destino de investimentos na modalidade de energia renovável conhecida como “hidrogênio verde”. Frisou, ainda, que o Estado é uma porta de entrada para a América do Sul e mercados relevantes do continente, além do fato de que importantes empresas italianas já atuam no Brasil.

Viagem oficial continua

Com encerramento na próxima segunda-feira (22), o roteiro da missão oficial gaúcha ainda terá escalas no Vaticano e em quatro cidades da Alemanha – país de onde partiram imigrantes que chegaram ao Rio Grande do Sul há 200 anos, efeméride que é tema de uma ampla programação no Estado.

O objetivo da viagem é divulgar potencialidades de negócio e atrair investimentos para o Rio Grande do Sul, além de estreitar relações com os países visitados.

Participam da comitiva os secretários Artur Lemos (Casa Civil), Fabrício Peruchin (Justiça, Cidadania e Direitos Humanos), Luiz Fernando Rodrigues (Turismo), Tânia Moreira (Comunicação) e Pedro Capeluppi (Parcerias e Concessões), além procurador-geral do Estado, Eduardo Cunha da Costa.

A lista prossegue com o diretor do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) e ex-governador, Ranolfo Vieira Júnior. Representando a Assembleia Legislativa, estão seu presidente Adolfo Brito, o líder do governo no Parlamento, Frederico Antunes, e seus colegas Guilherme Pasin, Nadine Anflor, Carlos Búrigo, Cláudio Branchieri, Silvana Covatti e Aloísio Classmann.

(Marcello Campos)

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Rio Grande do Sul

Verão quente e úmido causou prejuízos à produção leiteira do Rio Grande do Sul
Presidente do PT diz que ainda não há discussão no partido sobre nome que vai suceder Arthur Lira na Câmara dos Deputados
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa News