Quinta-feira, 18 de Julho de 2024

Home em foco Empresa Brasil de Comunicação enfrenta disputas internas que culminaram, recentemente, em discussões acaloradas entre seus diretores sobre o conteúdo da programação

Compartilhe esta notícia:

O diretor-geral da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), Jean Lima, deve substituir interinamente o jornalista Hélio Doyle, que foi demitido na última quarta-feira, após compartilhar no X (antigo Twitter) uma postagem com críticas a Israel. A EBC enfrenta disputas internas que culminaram, recentemente, em discussões acaloradas entre seus diretores sobre o conteúdo da programação. Além disso, há brigas também por causa das prioridades escolhidas na destinação do orçamento.

Lima foi presidente da Companhia de Planejamento do Distrito Federal (Codeplan) e já trabalhou no governo federal como consultor de projetos de políticas públicas na área de educação. O ministro da Secretaria de Comunicação Social da Presidência, Paulo Pimenta, disse ainda não ter decidido quem substituirá Doyle.

A demissão de Doyle ocorreu após ele ter retuitado mensagem do cartunista Carlos Latuff com o seguinte texto: “Não precisa ser sionista para apoiar Israel. Ser um idiota é o bastante”. O ex-presidente da EBC afirmou que condenava tanto o grupo terrorista Hamas quanto o governo de Israel pelos ataques indiscriminados à população de Gaza.

Desentendimento

A EBC vem enfrentando uma série de disputas, nos últimos meses. O superintendente da empresa em São Paulo, José Américo Dias, se desentendeu com a diretora de Conteúdo e Programação, Antonia Pellegrino.

Em reunião de diretoria, na última terça-feira, em Brasília, Dias se queixou de que a emissora tem demorado para divulgar ações positivas do governo Lula e criticou a diretora de Jornalismo, Cidinha Matos. Citou como exemplo o fato de a notícia sobre o arquivamento da ação de improbidade contra a ex-presidente Dilma Rousseff, no caso das pedaladas fiscais, só ter sido transmitida pela EBC depois de outros veículos.

Há cerca de um mês, o superintendente da EBC em São Paulo também fez três indicações para o Comitê de Programação e não gostou do tratamento recebido. Conseguiu aprovar um programa sertanejo e outro de hip hop, mas reclamou de que suas sugestões só entrariam no ar em 2024. Antonia Pellegrino respondeu que havia uma fila a seguir.

Roteirista, casada com o presidente da Embratur, Marcelo Freixo, a diretora de Conteúdo trabalha no Rio, onde a EBC tem um centro de produção. Ex-deputado do PT, Dias fica na EBC em São Paulo.

Antonia Pellegrino disse que a função de criar, pautar e produzir programas cabe a ela. “Cada um no seu quadrado. A função do superintendente é representar o presidente da EBC no Estado de São Paulo. Estou aqui com muita dedicação, fazendo meu trabalho, e quero ser respeitada, assim como respeito todos os meus colegas.” Procurado, Dias não se manifestou.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de em foco

Lula diz que voltará a trabalhar do Palácio do Planalto esta semana: Estou pronto para o combate
Inelegível, Bolsonaro prepara Jair Renan para entrar na política e quer Michelle no Senado
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Madrugada