Segunda-feira, 17 de Janeiro de 2022

Home Você viu? Especial de Natal do Porta dos Fundos mostra Jesus em prostíbulo e vira alvo de moção de repúdio

Compartilhe esta notícia:

O novo especial de Natal do Porta dos Fundos – que só será lançado no dia 15 de dezembro, na plataforma de streaming Paramount+ – já se tornou alvo de ataques nas redes sociais. Na Bahia, a deputada estadual Talita Oliveira (PSL), que se autointitula, no Instagram, “serva de um Deus vivo”, apresentou uma moção de repúdio, na Assembleia Legislativa do estado, contra o que ela define “como produto de péssima qualidade feito por quem apenas falhou na vida”.

Na segunda-feira (6), o Porta dos Fundos divulgou o cartaz oficial e um teaser, com duração de 30 segundos, adiantando alguns detalhes sobre a obra intitulada “Te prego lá fora”. Em formato de animação, a produção de humor apresenta os dilemas de Jesus (dublado por Rafael Portugal) durante a adolescência.

Para enfrentar os desafios como um aluno novato na Escola Municipal Eva & Adão, o personagem deixa para trás o comportamento benevolente e se torna um “bad boy”, acreditando então que ninguém suspeitará que ele seja o Messias.

Num dos trechos do teaser, Jesus é questionado, por Lázaro, se ele guardaria uma imagem pornográfica, como o desenho dos pés de uma mulher inscrito num pergaminho. Em outra cena, Jesus vai a um prostíbulo e diz: “Isso não é de Deus”. Ao que outra pessoa afirma, apontando para uma das garotas de programa: “Na verdade, aquela mais alta ali é exclusiva de Deus”.

Quinze atores do grupo participam da produção, como Rafael Portugal, João Vicente, Gregório Duvivier, Thati Lopes e Fábio Porchat. Procurados pelo jornal O Globo, representantes do Porta dos Fundos afirmaram que irão se pronunciar sobre o assunto apenas na próxima segunda-feira (13), quando haverá um evento de divulgação do filme para a imprensa.

Histórico de ataques

Desde 2013, o Porta dos Fundos publica especiais de Natal em dezembro, com sátiras religiosas. O filme de 2018, intitulado “Se beber, não ceie”, venceu o Emmy Internacional por melhor comédia.

Em 2019, grupos religiosos moveram uma campanha contra o filme “A primeira tentação de cristo”. Na história, Jesus (Gregorio Duvivier) está prestes a completar 30 anos e é surpreendido com uma festa de aniversário quando volta do deserto, acompanhado do namorado, Orlando (Fábio Porchat).

A sátira com um Jesus gay despertou a ira de alguns setores religiosos, que passaram a pedir a censura da produção. Na madrugada da véspera de Natal, em 2019, a sede da produtora, na Zona Sul do Rio de Janeiro, foi alvo de um ataque e dois coquetéis-molotov foram lançados contra a fachada do imóvel.

Em janeiro de 2020, a justiça do Rio de Janeiro determinou que a produção fosse retirada do ar. Dias depois, o Supremo Tribunal Federal derrubou a decisão e liberou a exibição do especial natalino.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Você viu?

Alexa: saiba por que americanos não querem mais dar esse nome às suas filhas
Samsung comete gafe e revela design do Galaxy S21 FE antes da hora
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Tarde