Sexta-feira, 12 de Julho de 2024

Home Esporte Ex-piloto Wilson Fittipaldi sofre parada cardíaca e é internado em São Paulo

Compartilhe esta notícia:

O ex-piloto de Fórmula 1 Wilson Fittipaldi está internado em um hospital particular de São Paulo após se engasgar com um pedaço de carne e sofrer parada cardíaca durante um almoço de Natal. Na ocasião, ele também celebrava seu aniversário de 80 anos.

A informação foi divulgada nesta quinta-feira (4) no perfil de Wilson no Instagram.

De acordo com a publicação, feita pela esposa do ex-piloto, ele precisou ser reanimado e encontra-se sedado e entubado.

“No almoço de Natal o Wilsinho engasgou com um pedaço de carne e teve uma parada cardíaca. Foi reanimado e se encontra sedado e entubado. Estamos aguardando ele acordar. Ele tem um histórico pós-cirúrgico difícil de retorno pós-sedativo. Um dia por vez, vamos aguardar”, afirmou Rita Fittipaldi.

Rita ainda agradeceu as mensagens enviadas à família e pediu para que todos continuem torcendo pela recuperação do marido.

“Eu @rita.reis.fittipaldi , ontem recebi inúmeros telefonemas e mensagens carinhosas de apoio para toda família, o @fittigram está conosco todos os dias. Agradeço todas as mensagens, sei que são elas que nos dão forças nesse momento tão difícil. Continuem com vibrações positivas de saúde e restabelecimento para o Wilsinho. Deus fará o melhor! Esta foto foi tirada quando saímos de casa para comemorar o Natal e seu aniversário!”, finalizou.

Em nota, o hospital Prevent Sênior informou que, por sigilo médico, não pode divulgar boletins sobre o quadro de saúde dos seus pacientes.

Wilson Fittipaldi Júnior é um ex-piloto e empresário brasileiro. Ele é irmão do bicampeão mundial de Fórmula 1 Emerson Fittipaldi, e juntos fundaram a Copersucar, equipe brasileira que operou na categoria de 1975 e 1982. Recentemente, Wilson foi internado em São Paulo.

Filho de Wilson Fittpaldi, histórico radialista que ajudou a popularizar o esporte no Brasil, “Wilsinho” iniciou carreira no automobilismo brasileiro na década de 1960, junto a seu irmão Emerson, nas “Fórmulas Vê”. Em 1972, chegou à Fórmula 1 para integrar a Brabham, onde ficou por dois anos.

No entanto, mais que um piloto, Wilson Fittipaldi Jr. era um idealista do automobilismo. Já experiente na construção de carros, ele fundou, junto ao irmão, a escuderia brasileira Copersucar, que estreou na Fórmula 1 em 1975, com o próprio Wilson no volante. A partir de 1976, foi Emerson – na época já bicampeão mundial – o piloto principal da Copersucar-Fittipaldi, com o irmão mais velho assumindo o cargo de chefe de equipe.

Durante a curta passagem pela categoria – principalmente com Emerson, até 1980 – a montadora apresentou alguns bons resultados, incluindo um segundo lugar no GP do Brasil de 1978, No entanto, a falta de patrocínios e dívidas acumuladas no início da década de 80 culminou na descontinuidade do projeto.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Esporte

Presidente e vice do Supremo dividem plantão até o dia 31 para casos urgentes
Pilotos da Japan Airlines não viram avião com o qual colidiram
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Atualidades Pampa