Sexta-feira, 12 de Julho de 2024

Home em foco Exército Brasileiro diz ter aplicado punições disciplinares a dois militares envolvidos nos atos do 8 de Janeiro

Compartilhe esta notícia:

O Exército Brasileiro informou que puniu disciplinarmente dois militares por “conduta e procedimentos adotados durante a ação no Palácio do Planalto” no dia 8 de janeiro de 2023.

Segundo o Centro de Comunicação Social do Exército, após apuração, a instituição afirmou não ter encontrado indícios de que os dois punidos tenham cometido crimes, mas que praticaram transgressões disciplinares. A instituição não especificou quais foram as condutas dos militares.

Na nota divulgada à imprensa na última quinta-feira (4), a instituição não revelou os nomes dos militares punidos e também não detalhou quais sanções foram aplicadas.

O Exército informou ainda que, depois do dia 8 de janeiro de 2023, foram abertos quatro Inquéritos Policiais Militares (IPMs) e quatro processos administrativos com a finalidade de apurar crimes ou desvios de conduta de militares da instituição.

Os inquéritos, segundo a nota, foram encaminhados à Justiça Militar. Até o momento, a Corte Militar condenou um coronel da reserva do Exército, o que ocorreu em novembro.

No dia dos ataques golpistas, o coronel publicou um vídeo na Esplanada dos Ministérios com ofensas a generais e ao alto comando do Exército.

Lula

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que não imaginava que algo como os ataques de 8 de janeiro pudesse acontecer no Brasil e responsabilizou o ex-presidente Jair Bolsonaro pelo ocorrido.

“Eu não imaginava que a ignorância tivesse chegado a tal ponto, sabe, de um presidente sem controle emocional, desmoralizado pela quantidade de mentiras contadas durante toda a campanha, tivesse inventado uma coisa daquela”, disse. “E o que é vergonhoso é que inventou e fugiu. Não teve coragem de participar”.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de em foco

Anielle Franco vai se filiar ao PT para ser vice de Eduardo Paes na disputa pela prefeitura do Rio; nome da ministra da Igualdade Racial tem o apoio da primeira-dama Janja
Recado para os Estados Unidos: Israel diz que tempo para evitar conflito com o Líbano está perto do fim
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Tarde