Quinta-feira, 18 de Julho de 2024

Home Economia Expectativa de queda da inflação é a maior em quatro anos

Compartilhe esta notícia:

Pesquisa Datafolha divulgada pelo jornal Folha de S.Paulo aponta que 31% dos brasileiros acreditam que a inflação vai diminuir nos próximos meses. Este é o maior percentual registrado em quatro anos, desde o início do governo Jair Bolsonaro.

Na pesquisa anterior, realizada em junho, só 13% achavam que a inflação cairia. Naquele momento, a inflação acumulada em 12 meses pelo IPCA era de 11,89%. Desde então, vem caindo. O dado mais recente é de novembro: 5,9%.

Veja a seguir os dados sobre as perspectivas para inflação, poder de compra e desemprego.

— Expectativa em relação à inflação nos próximos meses:

  • vai aumentar: 39% (63% na pesquisa anterior, em junho);
  • vai diminuir: 31% (13% em junho);
  • ficará igual: 24% (19% em junho).

— Expectativa em relação ao poder de compra dos salários:

  • vai aumentar: 43% (29% na pesquisa anterior, em junho);
  • vai diminuir: 21% (34% em junho);
  • ficará igual: 31% (33% em junho).

— Expectativa em relação em relação ao desemprego:

  • vai aumentar: 36% (45% na pesquisa anterior, em junho);
  • vai diminuir: 37% (27% em junho);
  • ficará igual: 24% (27 em junho).

— Expectativa com indicadores de preços e mercado de trabalho:

  • o otimismo é maior entre pessoas com menor instrução e também entre moradores do Nordeste;
  • o otimismo é menor no grupo de pessoas mais ricas;
  • entre aqueles com renda de até dois salários mínimos, 37% esperam queda da inflação.
  • No recorte por ocupação, 56% dos empresários esperam aumento da inflação e 17% projetam queda. Esse é também o grupo mais pessimista em relação ao emprego: 45% dizem que vai aumentar e 27% esperam queda.

Recorte político

Entre pessoas que votaram em Bolsonaro no segundo turno, 67% esperam alta da inflação. Entre os eleitores do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT), o percentual é de 14%. Projetam queda da inflação 10% dos eleitores bolsonaristas e 53% dos apoiadores do petista.

Inflação

Inflação é um termo da economia usado para designar o aumento generalizado de preços de bens e serviços. Com isso, a inflação representa o aumento do custo e vida e a consequente redução no poder de compra da moeda.

Uma forma simples de perceber a inflação é indo ao supermercado. O preço dos produtos nas prateleiras não são os mesmos praticados 10, 15 ou 20 anos atrás: estão mais caros. A inflação também impacta nos valores de itens maiores, como aluguel e automóveis, ou itens de longo prazo, como a mensalidade de uma faculdade ou pós-graduação.

Esse aumento de preços não é necessariamente ruim ou prejudicial ao consumidor, principalmente quando é controlado, espaçado ao longo do tempo e vem acompanhado de reajustes nos salários-mínimos. Mas pode causar transtornos para consumidores – e para a economia de um país – quando aumenta em uma velocidade maior do que pode ser absorvida.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Economia

Polícia Federal prende suspeitos de atos antidemocráticos e violentos realizados em Brasília
Dos últimos 8 presidentes, apenas 5 receberam a faixa do antecessor
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Madrugada