Terça-feira, 28 de Maio de 2024

Home Viagem e Turismo Famosos brasileiros compram mansões e coberturas milionárias em Portugal

Compartilhe esta notícia:

Milionários brasileiros lideram as compras de coberturas e mansões de Portugal neste primeiro semestre no segmento especializado no mercado do Brasil da Remax/Lisboa.

Até o começo de maio, seis imóveis de luxo acima de 1 milhão de euros (o equivalente a 5,4 milhões de reais) foram vendidos para brasileiros, informou a consultora Eliane Ribeiro.

Mas há quem pague mais. Um famoso casal carioca de atores comprou um apartamento em Lisboa que supera os 2,5 milhões de euros (aproximadamente 13 milhões de reais).

O mesmo fez outro conhecido casal de publicitários, que também comprou na capital um imóvel de cerca de 2 milhões de euros (cerca de 10 milhões de reais).

Ribeiro conta que a preferência, além do centro de Lisboa, é pelas regiões praianas da região metropolitana da capital e arredores, como Cascais, Estoril e Comporta (Setúbal).

Mais acima, na região Norte, a preferência tem sido por quintas ao longo do Rio Douro, que deságua na Foz da cidade do Porto.

“Nosso tíquete com brasileiros aumentou muito neste semestre. Temos uma média de 15 ou 20 procuras novas por mês e mais de 50% são para imóveis acima de  1 milhão de euros. Entre negócios fechados e por fechar, temos vários acima dos 2 milhões de euros. E um grande desenvolvedor olhando projetos acima dos 20 milhões de euros (o que equivale a 108 milhões de reais)”, disse Ribeiro.

Além da busca por investimento em moeda segura, segundo Ribeiro, o brasileiro quer mais qualidade de vida e segurança.

“O principal é investir em moeda forte e ter uma opção em Portugal. E casais com filhos estão atrás de segurança e educação. Mas não sinto um elemento específico, a não ser em relação ao que pode acontecer com a moeda brasileira”, contou Ribeiro.

Outra realidade

Muitos brasileiros que decidiram atravessar o oceano atlântico em busca de uma vida melhor em Portugal estão voltando para o país de origem. Entre janeiro e março de 2023, a agência da ONU para migrações recebeu 363 pedidos de auxílio de brasileiros pedindo ajuda para voltar ao país de origem. O número representa uma alta de quase 300% em relação ao mesmo período em 2022.

Umas das principais reclamações tem o alto custo dos aluguéis, principalmente nas grandes cidades portuguesas. Em média, um aluguel de um quarto custa 600 euros e o salário mínimo português está em 700. A conta não fecha.

Ao contrário do que acontece em Portugal, os Estados Unidos continuam em franca expansão em sua economia com o mercado aberto e contratando pessoas. O Departamento de Estado divulgou que: reconhece o impacto positivo das viagens aos Estados Unidos por estudantes estrangeiros e portadores de visto de trabalho temporário na economia dos EUA e está comprometido em facilitar as viagens de não imigrantes e reduzir ainda mais o tempo de espera de vistos.

“Os EUA precisam não só de turistas para movimentar sua economia que está em franca ascensão, mas também de mão-de-obra, não só para serviços gerais, mas também para profissões mais estratégicas, como a área de tecnologia e saúde. Isso desde meados do ano passado, existe um cenário positivo na economia americana e a falta desses profissionais, que acabam deixando o Brasil em busca de uma melhor qualidade de vida e mais valorização profissional”, explica o advogado Leonardo Leão, especialista em direito internacional e imigração.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Viagem e Turismo

Em seis meses, homem “cresce” de 1,65m para 1,82m com cirurgias radicais nos EUA; entenda
Ex-Menudo Roy diz que mãe de empresário “pedófilo” sabia sobre os abusos sexuais do filho
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa News