Terça-feira, 24 de Maio de 2022

Home Cinema Festival de Berlim: Curta brasileiro “Manhã de Domingo” recebe o Urso de Prata

Compartilhe esta notícia:

O brasileiro “Manhã de Domingo”, de Bruno Ribeiro, venceu o prêmio Urso de Prata de Melhor Curta-metragem do Júri Internacional na 72ª edição do Festival de Berlim. O anúncio foi feito na quarta-feira (16), dia de encerramento do festival.

Segundo o júri internacional, “o filme se movimenta da ansiedade de uma performance musical para a experiência de aceitar um momento de perda. O drama vem de momentos sutis vivenciados pela protagonista, tanto na realidade quanto em suas lembranças imaginárias. Com um domínio extraordinário sobre a imagem cinematográfica, Bruno Ribeiro pinta o retrato de um artista que enfrenta a perda enquanto luta entre o medo e o desejo de vencer.”

Bruno Ribeiro, que é roteirista e diretor do filme, esteve presente na premiação junto a Laís Diel (produtora executiva) e Raquel Paixão (atriz). Mas antes do embarque, o trio divulgou um financiamento coletivo para poder arrecadar recursos para a viagem.

Em seu discurso na premiação, Bruno dedicou o prêmio para sua mãe, que faleceu durante a pandemia. “Ela foi a mulher que me deu todo apoio em meu sonho de fazer cinema.”

Antes da estreia do filme no Berlinale, Bruno falou sobre sua ansiedade em ver o curta sendo exibido no festival.

“‘Tenho nem roupa pra isso’, enfim chegou pra mim. Meu novo filme, ‘Manhã de Domingo’, fará sua estreia internacional na competição oficial de curtas-metragens da 72ª edição do Festival de Berlim. Eu tento manter a pose, mas por dentro o Bruno adolescente que matava aula pra pegar sessão de R$ 5 no cinema e que ficava escrevendo roteiros pra filmar com os amigos tá vibrando alucinado.”

“Agradeço à equipe que sonhou junto comigo e, em especial, à minha mãe, que por um daqueles infortúnios da vida não pode estar aqui agora pra celebrar comigo. Ela sempre incentivou meus sonhos, por mais deslocados da realidade que eles fossem. Talvez ela já tivesse entendido (ela sempre foi muito esperta) que quando não permitimos o sonho invadir a realidade, a vida fica chata pra caralho.”

72ª Berlinale

A 72ª Berlinale, que este ano voltou a ser presencial após uma edição on-line no ano passado, foi dominada pelas mulheres.

O Urso de Ouro ao melhor filme do Festival Internacional de Cinema de Berlim 2022 foi para o espanhol “Alcarràs”. Dirigido por Carla Simón, o longa-metragem retrata a última colheita de uma família de agricultores catalães.

Segundo a agência AFP, “Alcarrás” foi rodado com atores amadores, todos agricultores da região onde a história se passa, na província de Lérida. Esta é a segunda vez que Simón, de 35 anos, é premiada na Berlinale.

Simón ganhou em 2017 o prêmio de melhor primeiro filme em Berlim com “Verão 1993”, novamente rodado em um ambiente rural, com tons autobiográficos.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Cinema

Ludmilla em Amsterdã: “Vim fazer coisas de gente normal, que não posso no Brasil”
Facebook pagará 90 milhões de dólares em processo por causa de rastreamento de usuários
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Tarde