Quinta-feira, 18 de Julho de 2024

Home em foco Hamas liberta mais duas reféns na Faixa de Gaza

Compartilhe esta notícia:

Duas mulheres que eram mantidas reféns pelo Hamas foram liberadas nesta segunda-feira (23), informou a Cruz Vermelha. Segundo um funcionário do governo israelense, os nomes das reféns são Nurit Cooper, de 79 anos, e Yocheved Lifshitz, 85.

A Cruz Vermelha informou que ajudou a facilitar a liberação das reféns e auxiliou no transporte delas para fora de Gaza. Em uma publicação no X (antigo Twitter), a entidade informou que o seu “papel como intermediário neutro torna este trabalho possível e estamos prontos para facilitar qualquer libertação futura”.

As duas reféns libertadas pelo Hamas chegaram à cidade egípcia de Rafah, na fronteira com a Faixa de Gaza, de acordo com a Al-Qahera News, afiliada ao Estado egípcio.

Um vídeo do Al-Qahera News mostrou as duas mulheres recebendo tratamento de saúde na passagem de fronteira de Rafah antes de serem transportadas para ambulâncias egípcias, onde os médicos realizaram exames em ambas.

Dois médicos disseram a um repórter do Al-Qahera News que as reféns libertadas estavam em condições estáveis.

“Elas foram entregues à Cruz Vermelha na passagem de Rafah há pouco tempo, de lá serão transferidas em breve para Israel. As famílias foram informadas”, disse um comunicado da família Lifshitz.

Casais separados

Em nota, o gabinete do primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, informou que as duas mulheres liberadas foram levadas por autoridades israelenses a um hospital em Israel, que foi organizado para recebê-las. “Seus familiares esperam por elas lá”, diz o comunicado.

Ainda segundo o governo israelense, os idosos Amiram, marido de Cooper, de 85 anos, e Oded, o marido de Lifshitz, de 83 anos, que foram sequestrados junto com elas, permanecem entre os reféns do Hamas.

Na nota, o governo israelense agradece ao Egito e à Cruz Vermelha pelo apoio na negociação.

“O governo de Israel, as IDF (Forças de Defesa de Israel) e todo o sistema de segurança continuarão operando com o melhor de suas habilidades e esforços para localizar todos os desaparecidos e devolver todos os sequestrados para casa”, diz o comunicado.

Reféns liberadas

Até agora, já são quatro reféns liberadas pelo Hamas desde os ataques de 7 de outubro. Duas americanas – Judith Raanan e a sua filha Natalie Raanan – foram libertadas na sexta-feira (20) pelo Hamas depois de terem sido feitas reféns no Kibutz Nahal Oz, no sul de Israel, há duas semanas.

Os militares israelenses apontam que atualmente há cerca de 220 pessoas sendo feitas reféns pelo Hamas, após o ataque surpresa de 7 de outubro. Destes, seriam 20 crianças e entre 10 e 20 pessoas com mais de 60 anos.

As Forças de Defesa de Israel notificaram alguns familiares de que os seus entes são mantidos reféns, enquanto em outros casos os parentes acreditam que a pessoa foi levada como refém por ainda estar desaparecida.

O Hamas disse que escondeu os reféns em “locais e túneis seguros” dentro de Gaza.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de em foco

Entrada do Hezbollah na guerra será devastadora para o Líbano, diz o primeiro-ministro de Israel
Exército de Israel realiza incursões terrestres pontuais no norte de Gaza mirando membros do Hamas
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Madrugada