Domingo, 16 de Janeiro de 2022

Home Porto Alegre Hospitais municipais divulgam dados de atendimento e projetos desenvolvidos em 2021

Compartilhe esta notícia:

O ano de 2021 foi marcado por projetos e ações importantes para o desenvolvimento da saúde na Capital. Entre avanços em sistemas de qualificação e investimentos em estrutura, o Hospital de Pronto Socorro e o Hospital Materno Infantil Presidente Vargas, administrados pela SMS (Secretaria Municipal de Saúde), buscaram constantes melhorias para atender com excelência e segurança.

Hospital de Pronto Socorro

Considerado referência estadual para o atendimento de politraumatizados e diversas especialidades, o HPS (Hospital de Pronto Socorro) realizou um total de 262.386 mil atendimentos.

Para auxiliar o município em um momento de alta demanda de internações por Covid-19, no mês de março, o HPS abriu as portas para receber pacientes graves da doença. Foram disponibilizados dez leitos da unidade de terapia intensiva e 26 leitos de enfermaria. A abertura das unidades só foi possível devido à transferência de pacientes que ocupavam a enfermaria para uma nova ala inaugurada em dezembro do ano passado.

Em junho, o Hospital iniciou uma parceria voluntária de profissionais com experiência em hospitais de grande porte e instituições de excelência, públicas e privadas. Denominado Voluntários da Saúde, a iniciativa pretende melhorar a gestão do HPS.

Em julho, a instituição deu início ao Modelo Enfermeiro Hospitalista, que propõe dar mais qualidade na assistência à saúde nas unidades de internação. O projeto auxilia na desospitalização, qualifica a alta do paciente, reduz readmissões não programadas com um maior giro de leito e uma transição de cuidado mais segura e humanizada para os pacientes.

“O HPS, neste ano de 2021, esteve à frente de muitos desafios. Mantivemos o hospital atendendo urgências e emergências da rede de atenção à saúde, e fomos acionados para o atendimento aos pacientes vítimas de Covid-19 no pior momento da pandemia. Em 2022, estaremos ainda mais perto das pessoas que precisam do maior hospital de trauma do sul do Brasil”, enfatiza a diretora do hospital, Tatiana Breyer.

Hospital Materno Infantil Presidente Vargas

Já o HMIPV (Hospital Materno Infantil Presidente Vargas) realizou um total 225.116 atendimentos e foi responsável por 2.682 partos. Entre os destaques, está o investimento na Unidade de Medicina Fetal.

Através de parceria com a Associação dos Amigos do HMIPV, o setor foi modernizado com um aparelho de ultrassonografia de última geração e um monitor de vídeo 32 polegadas. O equipamento produz imagens em 3D e 4D para utilização das áreas de obstetrícia e cardiologia fetal, transmitindo a imagem dos exames simultaneamente para as gestantes e familiares.

Outra novidade foi a aquisição de um “fetoscópoio”, aparelho que serve para cirurgia intrauterina em caso de gestação de gêmeos, trigêmeos ou quadrigêmeos.
“Outras iniciativas estão em andamento e, em breve, teremos importantes avanços no parque tecnológico do HMIPV, que beneficiarão gestantes e fetos encaminhados com patologias de grande complexidade”, afirma o diretor do hospital, dr. Cincinato Fernandes Neto.

Mutirões de procedimentos e cirurgias

Mutirões nas áreas da ginecologia e oftalmologia foram realizados em parceria com hospitais para diminuir a demanda reprimida de consultas, exames e cirurgias eletivas na Capital. O HMIPV (Hospital Materno Infantil Presidente Vargas) realizou procedimentos para colocação de dispositivos intrauterinos e ligaduras tubárias por videolaparoscopia – procedimento indicado para mulheres que não querem mais ter filhos.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Porto Alegre

Semana tem 522 vagas de emprego cadastradas em Porto Alegre
Acidente em Capitólio: erosão e infiltração da chuva podem ter causado queda, dizem especialistas
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Atualidades Pampa