Sábado, 02 de Março de 2024

Home em foco Início do pagamento do Auxílio Brasil de 600 reais gera promessas, acusações e fake news de presidenciáveis

Compartilhe esta notícia:

O aumento do valor do Auxílio Brasil para R$ 600, que começou a ser pago na semana que passou e já começa a se refletir nas pesquisas de intenção de voto a favor do presidente Jair Bolsonaro, tem levado seus adversários a acelerar uma tentativa de reação, o que desaguou durante numa inflação de promessas sobre o benefício e acusações de fake news que vão parar na Justiça Eleitoral.

Apoiador do ex-presidente Lula, o deputado André Janones (Avante-MG) fez um vídeo, endossado pelo petista, afirmando que o benefício vai acabar caso Bolsonaro seja reeleito, na contramão do que tem proposto a campanha do presidente. Em reação, o deputado bolsonarista Carlos Jordy (PL-RJ) entrou com uma representação contra Janones na Justiça Eleitoral, o acusando de divulgar notícia falsa. Já o presidenciável do PDT, Ciro Gomes, passou a defender um programa de renda mínima de R$ 1 mil reais para famílias de baixa renda.

A última pesquisa do Datafolha mostrou que beneficiários do Auxílio Brasil estão mais indecisos em relação ao seu voto para presidente do que no levantamento anterior. Em caminho inverso ao do restante do eleitorado, o percentual dos que recebem o benefício e disseram que estavam totalmente decididos sobre o seu voto caiu de 75% para 69%.

Em uma estratégia para tentar evitar o crescimento de Bolsonaro nas pesquisas, Janones postou um vídeo nas redes afirmando que o Auxílio Brasil só está garantido até dezembro deste ano e que depois não há mais previsão de pagamento.

“O Auxílio Emergencial acaba em dezembro. Tenho informações seguras de dentro do Palácio do Planalto que Bolsonaro acaba com o auxílio para todos os brasileiros dia 1° de janeiro. (…) Eu tive acesso com exclusividade ao programa de governo do presidente Bolsonaro e ele diz lá que uma das prioridades vai ser lutar para manter o auxílio em R$ 600 só. Ele nem garante que vai conseguir, só fala que vai lutar”, afirma o deputado, pedindo que as pessoas compartilhem o vídeo em suas redes e com seus familiares.

Diferentemente do que afirma Janones, em seu plano de governo Bolsonaro se compromete em manter o auxílio em 2023 com o valor atual de R$ 600. O benefício era de R$ 400 e o aumento foi possível após a aprovação de uma proposta de emenda à Constituição, a PEC Eleitoral, que estabeleceu estado de emergência e autorizou o pagamento de R$ 200 adicionais até dezembro deste ano.

“Um dos compromissos prioritários do governo reeleito será a manutenção do valor de 600 reais para o Auxílio Brasil a partir de janeiro de 2023”, diz o plano de governo do atual presidente, protocolado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

A publicação de Janones foi alvo de críticas por parte de bolsonaristas, que acusaram Janones de mentir. Carlos Jordy também divulgou um vídeo rebatendo o colega e anunciando que entrou com uma representação na Justiça Eleitoral contra Janones. O deputado ressaltou ainda que a lei que institui o Auxílio Brasil define o pagamento como continuado.

Ciro

Em terceiro lugar nas pesquisas, Ciro Gomes também tem apostado nos benefícios sociais para tentar alavancar seu desempenho. Ele quer unificar o Auxílio Brasil com os demais benefícios sociais, como a aposentadoria rural e o Benefício de Prestação Continuada (BPC).

“Esse programa de renda mínima, nossos primeiros ensaios estão chegando à possibilidade de nós chegarmos a R$ 1 mil por domicílio para todas as famílias carentes do Brasil”, disse Ciro.

Lula

Ao receber o apoio do deputado federal André Janones (Avante-MG), que retirou sua candidatura ao Palácio do Planalto, o ex-presidente encampou a proposta de tornar permanente o novo valor do Auxílio Brasil, de R$ 600.

Bolsonaro

O presidente conseguiu aumentar em R$ 200 o valor do Auxílio Brasil até o fim deste ano, apesar das restrições da legislação eleitoral, ao aprovar uma PEC estabelecendo estado de emergência. Em seu plano de governo para a reeleição, Bolsonaro promete continuar a pagar o novo valor no ano que vem. Seus apoiadores acusaram ontem Janones de fake news e entraram com representação contra ele na Justiça Eleitoral.

Simone Tebet

A senadora votou a favor da PEC Eleitoral, que aumentou o valor do Auxílio. Ela tem na erradicação da fome uma de suas bandeiras.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de em foco

Média móvel de mortes por covid no Brasil está há quase um mês em estabilidade
Deputada Carla Zambelli queria que o seu partido contratasse hacker para fiscalizar as eleições
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Tarde