Sexta-feira, 24 de Maio de 2024

Home Mundo Integrantes da família real viajam à Escócia para ver a rainha Elizabeth II, que está sob supervisão médica

Compartilhe esta notícia:

Os filhos da rainha Elizabeth II – príncipes Andrew e Edward – além do neto da monarca, príncipe William, pousaram nesta quinta-feira (08) no aeroporto de Aberdeen. Aberdeen é o aeroporto mais próximo do Castelo de Balmoral, onde a monarca está, e fica a cerca de uma hora de carro.

Membros da família real viajaram depois que médicos disseram que estavam preocupados com a saúde da monarca britânica de 96 anos nesta quinta-feira, afirmando que ela deveria permanecer sob supervisão médica. O príncipe Harry, sem a esposa Meghan Markle, também viaja para o castelo, para ficar com a rainha Elizabeth.

Seu filho mais velho e herdeiro, o príncipe Charles, e sua esposa Camilla já chegaram ao Castelo de Balmoral, onde a rainha está hospedada. Catherine, a duquesa de Cambridge, permaneceu em Windsor enquanto seus filhos, o príncipe George, a princesa Charlotte e o príncipe Louis, estão em seu primeiro dia na nova escola, disse o Palácio de Kensington em comunicado.

Estado de saúde

A rainha, a soberana com o reinado mais longo da Grã-Bretanha e a monarca mais velha do mundo, sofre do que o Palácio de Buckingham chamou de “problemas de mobilidade episódicos” desde o final do ano passado.

“Após uma avaliação mais aprofundada esta manhã, os médicos da rainha estão preocupados com a saúde de Sua Majestade e recomendaram que ela permaneça sob supervisão médica”, disse o palácio em comunicado. “A rainha continua confortável e em Balmoral”, completa.

Em outubro passado, Elizabeth passou uma noite no hospital e foi forçada a reduzir seus compromissos públicos desde então. Na quarta-feira, ela cancelou uma reunião virtual com ministros seniores depois de ser aconselhada a descansar por seus médicos.

No dia anterior, ela havia sido fotografada nomeando Liz Truss como a nova primeira-ministra do país em Balmoral, a 15ª premiê de seu reinado recorde. Uma fonte do palácio disse que familiares imediatos foram informados e minimizou as especulações de que a monarca sofreu uma queda.

Elizabeth é rainha da Grã-Bretanha e de mais de uma dúzia de outros países desde 1952, incluindo Canadá, Austrália e Nova Zelândia, e no início deste ano marcou seu 70º ano no trono com quatro dias de celebrações nacionais em junho.

Problemas anteriores

A rainha Elizabeth foi forçada a reduzir significativamente sua agenda este ano, enquanto sofre de problemas de mobilidade. Nos últimos anos, a monarca sofreu alguns episódios relacionados à sua saúde.

Dezembro de 2003: A rainha foi operada para remover uma cartilagem rompida no joelho esquerdo. Seguiu-se uma cirurgia semelhante em seu joelho direito, no início do mesmo ano.

Março de 2013: A monarca foi hospitalizada para ser tratada de gastroenterite, um problema estomacal comum.

Maio de 2021: Ela perdeu o culto do Remembrance Sunday no centro de Londres depois de um problema nas costas.

Outubro de 2021: A rainha passou uma noite em um hospital enquanto foi submetida a “investigações preliminares”, disse o palácio na época.

Fevereiro de 2022: A rainha contraiu Covid-19 e sofreu sintomas leves de resfriado, mas continuou com deveres leves.

Desde o diagnóstico de Covid-19, a rainha foi forçada a cancelar ou reduzir com mais regularidade alguns eventos.

Ela não compareceu a todas as celebrações do Jubileu de Platina de junho – marcando seus 70 anos no trono – e perdeu a abertura estadual do Parlamento no mês anterior devido a problemas de mobilidade.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Mundo

Campanha de imunização contra a poliomielite e de multivacinação é prorrogada até o dia 30 no Brasil
Com 26 mil ingressos vendidos, Grêmio projeta 48 mil torcedores na Arena em jogo contra o Vasco
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Tarde