Domingo, 21 de Abril de 2024

Home Flávio Pereira Jair Bolsonaro alerta que “Senado não tem segundo turno” e recomenda voto útil no RS

Compartilhe esta notícia:

O presidente Jair Bolsonaro explicou a menção feita quinta-feira à noite na sua live semanal, quando comentou o fato de que a eleição para o Senado terá apenas uma vaga “e não tem segundo turno”. Na ocasião, Bolsonaro defendeu o voto útil e reiterou seu apoio à eleição do seu vice-presidente, general Hamilton Mourão, para a cadeira do Senado em disputa no Rio Grande do Sul. Bolsonaro reitera que, por estarem na disputa ao governo do estado duas figuras políticas pelas quais tem grande amizade, não manifestará agora seu apoio a Onyx Lorenzoni (PL), a quem chama de “meu coringa”, ou ao senador Luis Carlos Heinze (PP). O presidente diz que preferiria que a direita estivesse unida no Rio Grande do Sul, mas garantiu que no segundo turno, subirá no palanque e apoiará o aliado que passar para essa fase.

Você acha que Lula foi preso injustamente, como disse Alckmin?

Na enquete feita ontem pela Jovem Pan utilizando mais uma surpreendente afirmativa do ex-governador tucano Geraldo Alckmin, das 13.181 pessoas que se manifestaram, 97,6% opinaram que Lula não foi preso injustamente. Apenas 2,4% consideram a prisão injusta.

Em queda livre, Lula ofende eleitores de Bolsonaro

As recentes pesquisas indicando uma tendência real de liderança do presidente Jair Bolsonaro na disputa à reeleição, com perspectiva de vitória no primeiro turno, está levando o ex-presidiário Lula ao desespero. O ataque de Lula aos eleitores de Bolsonaro chegou às raias do absurdo quando ele compara os apoiadores do presidente a membros da Ku Klux Klan, aquela organização racista com membros usando capuz branco. Após tantos desvarios, a assessoria de Lula já está recomendando que ele não vá aos próximos debates.

Resposta de Jair Bolsonaro ao ataque desesperado do ex-presidiário

“Associar as milhões de famílias que foram pacificamente às ruas manifestar seu amor pelo Brasil no dia de nossa Independência a um grupo terrorista, racista e antissemita, como a Ku Klux Klan, é de longe a maior e mais covarde ofensa ao povo brasileiro que já vi em minha vida. Tais ofensas se tornam ainda mais revoltantes quando são proferidas por quem estava preso por assaltar o mesmo povo que agora ataca, e que está tentando, a todo custo, voltar à cena do crime. É um ex-presidiário xingando aqueles que vivem suas vidas de forma honesta e justa. Como disse há alguns dias, uma das formas mais covardes de promover a desunião de nosso povo é atacar os seus valores, sobretudo com rótulos desprezíveis e abomináveis, que desrespeitam não só a nós, mas a diversos outros povos ao banalizar assuntos tão sérios e graves.
Quem acusa o nosso povo trabalhador e honesto de cultivar ideias perversas, desconhece sua essência pacífica e fraterna. Os brasileiros carregam dentro de si a diversidade. Isso é indissociável! Ideais totalitários, como nazismo e comunismo, JAMAIS prosperarão em nossas terras! Temos um povo maravilhoso, direito, que respeita as leis e enfrenta as maiores dificuldades muitas vezes com um sorriso no rosto. Usar daqueles que seguem o caminho do mal, do crime, para rotular toda uma nação é, também, atacá-la, porque os brasileiros repudiam essas condutas.”

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Flávio Pereira

Tarcísio de Freitas: “Bolsoanro ganha no primeiro turno. Ele é um fenômeno”
Na disputa dos votos da esquerda, Edegar Pretto e o PT identificam Eduardo Leite como adversário direto
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Show de Notícias