Segunda-feira, 15 de Agosto de 2022

Home Esporte Lewis Hamilton ganha título de cidadão honorário brasileiro

Compartilhe esta notícia:

O heptacampeão mundial de Fórmula 1 Lewis Hamilton ganhou o título de cidadão honorário brasileiro nesta quinta-feira (9) e agradeceu a honraria nas redes sociais. Em seu perfil no Instagram, o piloto inglês publicou fotos com a bandeira do Brasil após vencer o GP de Interlagos com o seguinte texto:

“Sem palavras! Hoje eu virei cidadão honorário de um dos meus lugares favoritos no mundo. Eu não sei nem o que dizer agora. Obrigado, Brasil. Te amo, não vejo a hora de te ver de novo”.

Hamilton ganhou o título após o Projeto de Resolução 79/2021, de autoria do deputado federal André Figueiredo (PDT-CE), ter sido aprovado na Câmara dos Deputados. O projeto foi apresentado em novembro de 2021, após Hamilton ter vencido o GP de Interlagos e carregado uma bandeira do Brasil até o pódio, assim como seu ídolo Ayrton Senna.

Hamilton sempre declarou seu amor ao país, onde conquistou o primeiro título mundial, em 2008. Na ocasião da vitória do ano passado, o piloto britânico também publicou no seu Instagram agradecendo o carinho da torcida brasileira.

“EU AMO O BRASIL… Eu senti a energia desse povo me impulsionando durante a prova, e isso fez toda a diferença. Não é fácil começar com uma penalidade de 25 posições, mas TUDO se torna possível quando você acredita. Nós continuamos lutando, nós não paramos”, publicou.

Seca de vitórias

“Se você achava que eu estava no meu melhor ano passado, espere até ver este ano”. Foi assim que Lewis Hamilton iniciou seu 2022 após a antológica disputa com Max Verstappen no ano passado. Mas o carro da Mercedes não anda bem e o heptacampeão, atrás do novo colega George Russell e apenas sexto colocado no Mundial, não faz o começo de ano que previa.

Hamilton não ocupa o lugar mais alto do pódio há oito provas – desde a Arábia Saudita em dezembro de 2021. É mais que sua queda de rendimento em 2021, quando a RBR engatou uma sequência de cinco triunfos. E, se não levar o GP do Azerbaijão neste domingo (12), ele vai repetir seus maiores jejuns; nove corridas, em 2009 pela McLaren, e 2013, sua primeira temporada na Mercedes.

Enquanto o líder Verstappen, Charles Leclerc e Sergio Pérez predominam na ponta da tabela, Hamilton anota apenas 50 pontos após sete etapas, ocupando o sexto lugar no campeonato de pilotos. Ele registra 34 a menos que seu novo colega da Mercedes, George Russell, quarto colocado.

Até o período ausente das três primeiras colocações em corridas é atípico para Hamilton. Desde que foi terceiro no Bahrein, primeira prova do ano, ele não conquistou mais pódios. É um jejum de seis provas, sua maior marca na era dos motores híbridos iniciada em 2014, e a segunda maior de sua carreira. Ele só ficou mais tempo abaixo do top 3 em 2013, por oito GPs.

A rápida evolução e o desempenho notável de Russell na Mercedes expõem mais o momento do heptacampeão, que vem conquistando resultados abaixo do jovem colega de equipe – superando-o apenas em uma corrida, no Bahrein, e em três de sete classificações.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Esporte

Cristiano Ronaldo entra na seleção do Cempeonato Inglês, com Alisson e domínio do Liverpool
EPTC divulga esquema de trânsito e transporte para jogo entre Inter e Flamengo neste sábado
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Atualidades Pampa