Terça-feira, 24 de Maio de 2022

Home Música Luísa Sonza relembra fama durante união com Whindersson Nunes: “Eu era a interesseira e vagabunda”

Compartilhe esta notícia:

Luísa Sonza relembrou em entrevista a Léo Dias como foi lidar com os haters enquanto ainda era casada com Whindersson Nunes. A cantora disse que não era fácil ouvir comentários agressivos e que isso fazia com que ela se fechasse.

“Meu primeiro relacionamento foi midiático. Na época eu só tomava porrada: eu era a puta, a interesseira a vagabunda, o caralho a quatro. Mas quem apanha, nunca esquece”, disse ela. “Tinha medo de cantar e já ouvia: ‘você canta mal, você é ruim’. Tive que provar para mim mesma que canto bem e eu canto bem. Sou mais madura hoje.”

A cantora ainda falou de como se transformou após o álbum Doce 22. “Foi o meu primeiro verdadeiro começo em que consegui mostrar o que queria ser como artista e pessoa”, conta ela.

Ela ainda falou sobre as críticas por sua sensualidade nas apresentações. Luísa relembrou um show recente que foi chamado de apelativo após tirar a roupa no palco.

“Tem uma galera que não gosta de mim e fica tendenciando uma parada. Como no último show. Existia um contexto. Eu estava de biquíni. A Madonna fez isso em 80. Eu estava me despindo da era antiga. Estava com uma roupa de látex… Foram dois segundos de um show foda com muito vocal e todo tipo de entretenimento que fiz”, contou.

“Não é nada apelativo. Seria meu último show antes da era dark… Era eu festejando e me despindo. Estava com um biquíni, que nem era pequeno. Fui lá no final do palco, onde a galera nem via. A intenção desse final era terminar a era feliz. Ser artista tem que ser audacioso! Se eu não fosse audaciosa, eu estaria em um banco. A gente tem que estar disposto a sair fora da caixinha, a se arriscar… Meu corpo é da arte. Quando estou no palco, não tenho vergonha de nada. Estou de peito aberto.”

MARÍLIA MENDONÇA

Luísa ainda falou sobre a sua relação com Marília Mendonça, que morreu no ano passado. Ela diz que estava muito próxima da sertaneja após gravar Melhor Sozinha.

“Eu sofri e senti por vários motivos. Nos últimos meses, a gente se aproximou muito. Pude viver como se conhecesse ela há anos. Fico triste por ter tido tão pouco tempo, mas também feliz por ter tido tempo. Ela sempre foi uma grande inspiração para mim. Tenho amor de fã por ela. Ela é um gênio em tudo o que fez, pessoa iluminada e que faz uma diferença na nossa música brasileira.”

 

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Música

Brasileira de 37 anos é eleita Miss Alemanha 2022
Filho e nora de Glória Menezes criam perfil no Instagram para a atriz de 87 anos
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Madrugada