Quarta-feira, 29 de Maio de 2024

Home Política Lula escolhe Luiz Marinho para Ministério do Trabalho

Compartilhe esta notícia:

O presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva escolheu o deputado federal eleito Luiz Marinho (PT-SP) para comandar o Ministério do Trabalho no novo governo, a partir de janeiro de 2023. De acordo com integrantes da equipe de transição e da cúpula do PT, Lula convidou Marinho para assumir o cargo e ele já aceitou o convite, após articulação de centrais sindicais ligadas ao partido.

Marinho foi ministro do Trabalho e depois ministro da Previdência Social nos dois primeiros mandatos de Lula, entre 2005 e 2008. No próximo ano, as duas áreas devem ser novamente separadas em ministérios diferentes, mas ainda não há uma decisão final e nem um nome anunciado pra ocupar a Previdência Social.

Ex-prefeito de São Bernardo do Campo (SP), Marinho preside o diretório estadual do PT em São Paulo e foi eleito deputado federal nas eleições de outubro, após derrotas em disputas para o governo do Estado, em 2018, e para a prefeitura da cidade onde Lula tem domicílio eleitoral, em 2020.

Quem é Luiz Marinho

Nascido em Cosmorama, no interior de São Paulo, em 1959, e hoje com 63, Marinho é formado em direito, mas vem de uma longa carreira como sindicalista e político. Já foi ministro de Lula em seus primeiros governos e também prefeito de São Bernardo do Campo, na região metropolitana de São Paulo.

Foi, desde os anos de 1970, operário da Volkswagen, em São Bernardo, por onde é hoje aposentado, onde conheceu Lula e onde, desde o início, participou do movimento sindical que se fortalecia à época na região no entorno da capital conhecida como ABC.

Marinho tem uma longa história de militância no movimento sindical. Nos anos 1980 e 1990, ocupou diversos cargos relevantes no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC. Em 1996, chegou à presidência da entidade – o mesmo que, duas décadas antes, foi presidido por Lula, e seguiu no cargo até 2003, quando partiu para assumir a presidência da Central Única dos Trabalhadores (CUT).

Ele começou a disputar eleições em 2002, quando foi candidato a vice-governador de São Paulo na chapa encabeçada por José Genoino (PT). Os petistas, porém, perderam a disputa em segundo turno para Geraldo Alckmin, então no PSDB.

Nos governos de Lula, foi ministro do Trabalho, entre 2005 e 2007, e, depois, ministro da Previdência, em 2007 e 2008. Comandou a prefeitura de São Bernardo por dois mandatos, de 2009 a 2016.

Em 2018, concorreu ao governo paulista, mas terminou o primeiro turno em quarto lugar, com cerca de 13% dos votos. Na ocasião, Márcio França (PSB) e João Doria (PSB) foram ao segundo turno, no qual o tucano levou a melhor.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Política

Itamaraty confirma presença de 17 chefes de Estado na posse de Lula
Argentinos esgotam passagens para assistir à final da Copa do Mundo no Catar
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Show de Notícias