Segunda-feira, 16 de Maio de 2022

Home em foco Médico antivacina que prescreveu “tratamentos alternativos” é preso acusado de homicídio na Itália

Compartilhe esta notícia:

Um médico antivacina foi preso na última segunda-feira (24) na comuna de Catanzaro, na Itália. Roberto Petrella, de 75 anos, é acusado de homicídio culposo pela morte de um paciente. A vítima foi atendida apenas por telefone e tratada com métodos não científicos, como misturas à base de cogumelos.

Petrella é ginecologista e atua na cidade de Téramo. No entanto, ele atendeu pacientes de diferentes regiões da Itália por telefone e também usou suas redes sociais para divulgar “tratamentos alternativos”, sem fundamentação científica, para os pacientes.

O suspeito foi colocado em prisão domiciliar após uma investigação do Ministério Público de Catanzaro. Os investigadores realizaram interceptações telefônicas e registraram conversas nas quais o médico não teria diagnosticado corretamente um doente com patologias graves anteriores.

O paciente teve um ataque cardíaco em 2007 e sofria de hipertensão, hipercolesterolemia, diabetes e problemas de próstata. Apesar do histórico médico, Petrella prescreveu tratamento não reconhecido pelos órgãos oficiais da Itália.

De acordo com a investigação, o médico também aconselhou o paciente a adiar a internação. “Não, se você for para o hospital morre, eles entubam”, diz o médico em uma conversa telefônica interceptada. O paciente posteriormente morreu de ataque cardíaco.

Em 2020, Petrella afirmou que a pandemia é um “hype da mídia” e declarou que as vacinas são inúteis e prejudiciais. Ele também respondeu a um procedimento disciplinar da Ordem dos Médicos em 2019, quando encabeçou uma campanha contrária à vacinação de crianças contra o HPV.

Casos e óbitos

A Itália registrou o segundo nível mais alto de novos casos e mortes pelo novo coronavírus Sars-CoV-2 da Europa, durante a semana passada, informou a Organização Mundial da Saúde na noite de terça-feira (25).

Segundo a atualização epidemiológica semanal sobre a pandemia de covid da OMS, na semana de 17 a 23 de janeiro, 1.231.741 contágios foram registrados na Itália, uma cifra inalterada em relação à semana anterior.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de em foco

Investimento estrangeiro no Brasil sobe 23% a 46 bilhões de dólares em 2021 e cobre o rombo externo
Itália tem 2º maior nível de casos e mortes da União Europeia em uma semana
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Tarde