Quinta-feira, 18 de Julho de 2024

Home em foco Messi já esfrega as mãos: “O Brasil não vem bem”, diz. Seleção Brasileira enfrenta a Argentina nesta terça, no Maracanã

Compartilhe esta notícia:

Após perder para a Colômbia na última quinta-feira (16) pelo placar de 2 a 1 no Estádio Metropolitano de Barranquilla, a Seleção Brasileira volta a entrar em campo pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2026 na próxima terça-feira (21), às 21h30, quando retorna ao Maracanã para enfrentar a Argentina. O astro da atual campeã do mundo, Lionel Messi, projetou o duelo contra a Seleção e, apesar de classificar a partida como um “lindo desafio”, foi sincero ao comentar sobre a fase da equipe treinada por Fernando Diniz.

“Agora vamos para um estádio difícil, com tudo que significa jogar contra o Brasil, no Maracanã, com uma seleção que ultimamente não vem bem, que perdeu para o Uruguai, perdeu agora como visitante”, disse Messi, em entrevista ao jornal “Olé” após a derrota da Argentina para o Uruguai por 2 a 0 na última quinta (16).

“A torcida do Brasil é bem exigente com sua seleção, então vai ser um lindo desafio para a gente”, complementou.

Motivação

Caso consiga triunfar, a Argentina protagonizará a primeira derrota da seleção brasileira em casa em uma partida das Eliminatórias. Esse possível recorde, entretanto, não motiva Messi, que prega disciplina para se manter na liderança da competição.

“Sempre é uma motivação porque é o Brasil e todos os jogos com o Brasil são especiais, não pensamos nisso, nem nos recordes e nem em coisas que podemos alcançar, só em seguir crescendo, só em seguir melhorando e voltar a vencer e a impor a nossa dinâmica de jogo que é o mais importante”, concluiu o jogador do Inter Miami.

Messi não foi o único jogador da seleção da Argentina a projetar o duelo contra a Seleção. O volante Rodrigo de Paul, após a derrota para o Uruguai, também falou sobre o confronto com a maior rival do continente, e comentou sobre uma “linda lembrança” dentro do Maracanã, fazendo menção ao título da Copa América de 2021.

“Temos que nos levantar e fazer um grande jogo no Brasil. Temos que cuidar do que alcançamos e do respeito que ganhamos. A dor é porque não pudemos oferecer um bom jogo ao povo, dar uma vitória. Agora vem um jogo diferente, um clássico. Temos uma lembrança linda no Maracanã, mas sabemos que é um jogo difícil”, afirmou o volante do Atlético de Madrid.

Apesar da derrota para o Uruguai, a seleção da Argentina continua na liderança das Eliminatórias da América do Sul, com 12 pontos em cinco partidas disputadas. O Brasil, por outro lado, ocupa apenas a quinta colocação, com sete pontos.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de em foco

Argentina sofre com a falta de dólares e isso afeta as exportações brasileiras para lá
Vini Jr desfalca Seleção: atacante está fora do duelo contra a Argentina, na terça, no Maracanã
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Madrugada