Sexta-feira, 20 de Maio de 2022

Home Brasil Ministro das Comunicações faz chegar a integrantes do Supremo que esteve em evento sem saber da presença de blogueiro foragido da Justiça

Compartilhe esta notícia:

O ministro das Comunicações, Fabio Faria, fez chegar a integrantes do Supremo Tribunal Federal (STF) que não sabia da presença do blogueiro bolsonarista Allan dos Santos, foragido da Justiça, em um evento promovido por evangélicos e outros grupos conservadores no Estado norte-americano da Florida. Ambos apareceram juntos no palco.

Ele também alegou que não conhece Allan pessoalmente e argumentou que vem sendo inclusive alvo de ataques do blogueiro desde que assumiu o comando da pasta, licenciando-se do mandato de deputado federal pelo PSD do Rio Grande do Norte. Faria, 44 anos, é casado com Patrícia Abravanel, filha do empresário e comunicador Silvio Santos.

Questionado por jornalistas, Fabio Faria informou – por meio de sua assessoria – que não havia sido avisado da presença do blogueiro e que não compareceria ao evento se soubesse que o foragido estaria no local.

“Fui convidado a discursar no evento de um pastor de uma igreja que eu e minha família frequentamos quando estamos em Orlando. Não havia indicação que entre os presentes estaria alguém com problemas com a Justiça brasileira. Se eu soubesse que ele estaria lá, eu não teria comparecido”, diz a nota.

No último domingo (9), Fábio Faria avisou a colegas de governo e interlocutores no Supremo Tribunal Federal (STF) que foi ao evento a convite do pastor Andre Valadão, organizador do tal encontro de orientação conservadora. Ele diz que conhece o líder religioso por frequentar a Igreja Batista Lagoinha, na cidade de Orlando, famosa pelos parques temáticos.

Outros políticos, como o deputado federal Lucas Gonzalez (Novo-MG), estavam presentes. O ex-jogador de futebol Rivaldo (campeão com a Seleção Brasileira na Copa do Mundo de 2002) também participou.

Fugitivo

Criador do canal “Terça Livre”, que divulga na internet pautas ligadas ao bolsonarismo, Allan dos Santos é investigado em dois inquéritos na Corte Máxima do Brasil: um sobre disseminação de notícias falsas e o outro sobre organização de atos antidemocráticos.

Ele conseguiu escapar do País mesmo após ser alvo de operação da Polícia Federal (PF). Em seguida, teve sua prisão decretada pelo ministro Alexandre de Moraes, que também determinou a inclusão do nome do fujão na lista de procurados da Interpol. Em viagem aos Estados Unidos em setembro do ano passado, o presidente Jair Bolsonaro se encontrou com o blogueiro.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Quase 50 embarques da Latam foram suspensos no Brasil
Identificadas pela polícia todas as dez vítimas do desabamento de uma rocha no interior de Minas Gerais
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Tarde