Segunda-feira, 15 de Agosto de 2022

Home Beleza Mito ou verdade: saiba se o gás do refrigerante causa celulite

Compartilhe esta notícia:

O consumo de refrigerante pode estar associado ao surgimento das celulites. Mas não é o gás presente na bebida que provoca os buraquinhos incômodos, e sim o açúcar. Isso não significa que logo após tomar uma latinha de refrigerante as celulites vão começar a aparecer pelo corpo. Mas uma dieta com excesso de açúcar gera um maior acúmulo de gordura e consequentemente, o aparecimento de celulites.

O médico endocrinologista Antonio Carlos do Nascimento, membro da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (Sbem), acredita que as pessoas associam o gás do refrigerante ao aparecimento das celulites devido à observação de que o consumo de gaseificados provoque distensão do estômago. No entanto, o especialista reforma a relação do problema com o excesso de gordura.

“Embora seja possível, e mesmo frequente, a ocorrência de celulite em pessoas magras, que jamais estiveram acima do peso, a celulite é muito mais frequente em obesos. A obesidade está associada a desvios importantes de comportamento alimentar, sendo o consumo de refrigerantes (e fast food) o hábito mais emblemático desta associação”, afirma Nascimento.

Por ter uma redução significativa de açúcar ou nem ter esse ingrediente em sua composição, o refrigerante light ou zero não estão associados ao surgimento de celulites por si só.

No entanto, o fato de ter pouco ou nenhum açúcar não coloca o refrigerante light ou zero na lista de bebidas saudáveis. Em sua composição são adicionados adoçantes artificiais para manter o gosto doce da bebida. Este tipo de refrigerante costuma ter mais sódio do que a versão “normal” do líquido.

Assim como todo produto industrializado, é importante evitar o excesso de ingestão de refrigerante, seja ele normal, light ou zero.

Entenda as celulites

As celulites se formam devido ao acúmulo de gordura embaixo da pele, dando o famoso aspecto de casca de laranja. Logo após a epiderme e a derme há um conjunto de células de gordura, os adipócitos, que podem crescer de tamanho devido a uma dieta ruim e ao sedentarismo.

O crescimento dos adipócitos comprime os vasos sanguíneos que passam pelas camadas abaixo da pele, prejudicando a circulação, impactando na oxigenação e na chegada de nutrientes nestas áreas. Este processo favorece o acúmulo de toxinas na região e o aparecimento de inflamações.

Cerca de 95% das mulheres têm celulite, principalmente após a puberdade. Isso ocorre porque causa do hormônio feminino estrógeno, que favorece o acúmulo de líquido entre as células de gordura, o que provoca as irregularidades na pele características da celulite.

As áreas dos quadris, coxas e do bumbum funcionam sob a influência do estrógeno, por isso as celulites são mais comuns nestas regiões. Mas os buraquinhos também podem aparecer nas mamas, na barriga, nos braços e até na nuca.

Apesar de ser mais comum em mulheres acima do peso, mulheres magras também podem ter celulite devido à presença dos hormônios femininos e a fatores genéticos.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Beleza

Twitter testa botão “não curti” em publicações da plataforma
Dispositivo que estimula nervo ajuda paraplégicos a andar, pedalar e nadar
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Atualidades Pampa