Quarta-feira, 19 de Junho de 2024

Home Porto Alegre No Humaitá, água começa a baixar após instalação de bomba de drenagem

Compartilhe esta notícia:

A bomba de drenagem instalada no bairro Humaitá, na zona norte de Porto Alegre, começou a funcionar nessa terça-feira (28). Como resultado, a água que invadiu a região no início do mês já começou a baixar.

O equipamento, emprestado pela Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), que também cedeu profissionais para a execução do serviço, foi colocado nas proximidades da Estação de Bombeamento de Água Pluvial (Ebap) 5. Esta é a quarta bomba da Sabesp em funcionamento na Capital.

As outras três foram colocadas no bairro Sarandi, na área da Ebap 9, entre o domingo (19) e o último sábado (25). A Sabesp emprestou nove bombas desse tipo para a prefeitura de Porto Alegre, e os próximos locais de instalação devem ser divulgados em breve. Elas pesam cerca de 10 toneladas, demandam complexas operações para montagem e têm capacidade para drenar 7,2 milhões de litros por hora.

“As bombas da Sabesp são instaladas por equipes próprias. Eles fazem a pré-montagem em solo e depois o translado até o local da instalação e finalização. Nós alugamos os geradores e coordenamos a parte da engenharia”, explica o diretor-geral do Dmae, Mauricio Loss

Paralelamente, o Dmae também tem trabalhado com outras bombas de menor capacidade. Na região do aeroporto, foram colocadas sete bombas-trator, por exemplo, algumas emprestadas por arrozeiros. Já nas proximidades da Ebap 6, no bairro Anchieta, duas bombas flutuantes e uma bomba-trator também estão em operação. Todos os equipamentos contribuem para agilizar o escoamento de água na zona norte.

Limpeza do Mercado

A limpeza da área interna do Mercado Público recomeçou nessa terça, após uma paralisação devido às chuvas. Os serviços incluem remoção do lodo por meio de hidrojateamento e auxílio de caminhão-pipa, além da desinfecção do local.

Em uma segunda etapa, os permissionários poderão avaliar os prejuízos e realizar o descarte de resíduos com auxílio do Departamento Municipal de Limpeza Urbana (DMLU).

“Precisamos retomar as atividades do Mercado Público o mais rapidamente possível, tanto para os mercadeiros e funcionários como para os cidadãos porto-alegrenses, que têm uma relação de carinho com nosso mercado”, avalia o secretário municipal de Administração e Patrimônio, André Barbosa.

A Vigilância Sanitária esteve no prédio histórico para orientar o processo de desinfecção e também as diretrizes de saúde aos permissionários e trabalhadores. “É é essencial que os mercadeiros saibam como realizar o descarte correto do material que será retirado do local”, avisa a chefe da Vigilância Sanitária, Denise Garcia.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Porto Alegre

EPTC tem mais de 135 placas de veículos perdidas durante a enchente
Ônibus de Porto Alegre voltam a circular em áreas que estavam alagadas
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Show de Notícias