Sábado, 02 de Julho de 2022

Home Brasil Nova onda de covid fecha agências bancárias em vários Estados. Ao menos 40 no Rio Grande do Sul

Compartilhe esta notícia:

O aumento de casos de covid-19 com a maior circulação da variante Ômicron já afeta os serviços bancários presenciais em cidades do interior de São Paulo, do Rio Grande do Sul e do Paraná.

No Rio Grande do Sul, ao menos 40 agências – a maioria do Banrisul – foram fechadas desde a semana passada, devido aos casos de covid entre funcionários. Dessas, doze ficam em Porto Alegre. Pela mesma razão, o Banrisul fechou agências no Estado de Santa Catarina.

Em nota, o banco informou que, quando um caso é detectado em um empregado, estagiário ou prestador de serviço, a agência recebe tratamento especial de limpeza e todos os colaboradores que tiveram contato com aquele que testou positivo nas 48 horas anteriores aos sintomas são encaminhados para testagem.

No Paraná, três agências fecharam em Maringá, depois da confirmação de casos positivos de covid, segundo o sindicato dos bancários da cidade. Em Londrina, duas agências localizadas no centro também fecharam. Cartazes afixados na entrada informam sobre o fechamento temporário. A federação confirmou também o fechamento de agências por covid em Três Lagoas, no Mato Grosso do Sul.

Ainda segundo a federação dos bancários, a maioria dos bancos adota o protocolo de fechar para sanitização das instalações assim que o caso positivo é constatado. A entidade vê os casos em bancos como reflexo do retorno ao trabalho presencial nas agências e ao afrouxamento dos protocolos de segurança contra a covid-19.

Os bancos citados confirmaram a suspensão temporária dos serviços, devido aos protocolos de segurança, e informaram que os clientes são encaminhados para as agências mais próximas. Também recomendaram aos clientes a utilização dos canais digitais.

A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) informou que a atividade bancária faz parte do grupo dos serviços considerados essenciais, por isso não pode ser interrompida totalmente.

Restrições

Diversos Estados e capitais brasileiras decidiram adotar medidas de restrição social em razão da alta de covid no País provocada pela variante ômicron, além do aumento dos casos de gripe.

O grande número de infectados tem causado lotação nos serviços de saúde públicos e privados.

O governo do Distrito Federal decidiu proibir shows, eventos e festivais com cobrança de ingresso na capital. Festas privadas, como formaturas e casamentos não são afetados. Cinemas, teatros, bares, restaurantes e eventos esportivos também estão excluídos da regra.

O governo não descarta novas restrições para conter a pandemia, como a obrigatoriedade de uso de máscaras, até em locais abertos.

Após número de internados por covid dobrar em São Paulo, o governo estadual recomendou nesta quarta-feira (12) que eventos esportivos, musicais e festas sejam realizados com 70% do público e mediante comprovante de vacinação. A limitação foi anunciada como orientação às prefeituras do estado, e não como uma determinação.

Nos estádios, a medida será aplicada a partir do dia 23 de janeiro, quando começa o Campeonato Paulista. A obrigatoriedade do uso de máscaras foi prorrogada até o dia 31 de março.

Um decreto publicado na última terça (11) estabelece medidas sanitárias que passam a vigorar em todo território baiano. A presença de público em eventos passa a ter o limite de 3 mil pessoas com ocupação máxima de 50% da capacidade dos ambientes. Antes do decreto, eram permitidas 5 mil pessoas por evento.

Também passa a vigorar no Estado a exigência da comprovação da vacinação em bares, restaurantes e locais como parques públicos estaduais.

De acordo com o decreto, a comprovação deverá ser feita através da apresentação do cartão da vacina ou do Certificado Covid, obtido através do aplicativo “ConectSUS” do Ministério da Saúde. De acordo com o decreto, a fiscalização do cumprimento das medidas caberá aos municípios.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Organização Mundial da Saúde diz que ômicron pode infectar metade dos europeus em 2 meses
Ômicron deve atrapalhar a economia no verão, mas pode ajudar no resto do ano
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Tarde