Segunda-feira, 26 de Fevereiro de 2024

Home Esporte O brasileiro Isaquias Queiroz é medalhista de ouro no Mundial de Canoagem

Compartilhe esta notícia:

O atleta Isaquias Queiroz participou da prova “C1-500” no Mundial de Canoagem e conquistou a medalha de ouro em Halifax, no Canadá. Ele cruzou a linha de chegada com 2 segundos de folga, marcando 1min54s49. Em segundo lugar ficou Cataçom Chirila, da Romênia, seguido pelo tcheco Martin Fuska com o bronze.

“Estou muito feliz de estar aqui, um ano depois do ouro na Olimpíada de Tóquio [Japão], para conquistar mais uma medalha para o Brasil. Meu foco agora são os Jogos de Paris, em 2024”, declarou o baiano de 24 anos.

Não é a toa que ele já está entre os atuais fenômenos do esporte. Ao todo, acumula quatro medalhas olímpicas e outras 12 em seis Mundiais (seis ouros e seis bronzes). E a lista pode ficar ainda maior neste domingo (7), quando Isaquias entra em ação na prova “C1-1000”.

Decisão paraolímpica

Já entre as finais paraolímpicas, o destaque foi a decisão emocionante da prova do “VL2 200m”, com a presença dos brasileiros Fernando Rufino e Igor Tofalini. Ambos dominaram do início ao fim, disputando remada a remada o ouro e a prata.

Melhor para Igor Tofalini que fez tempo 51s67, apenas 33 centésimos a frente do campeão paralímpico Fernando Rufino. O bronze ficou com o português Norberto Mourão. “Isso só mostra a potência que é o nosso país. Eu e Igor disputamos barco a barco”, declarou Rufino.

Igor também comentou a medalha: “Estar treinando, competindo com o Fernando é um prazer para mim. Se eu estiver ao lado dele, é sinal de que estou muito bem preparado. Estou muito feliz”.

Na primeira prova realizada na manhã deste sábado, também entre as finais paralímpicas, Adriana Azevedo ficou em sétimo na final do “KL1 200m”, tempo 57s95. Esta prova foi vencida pela ucraniana Maryna Mazhula, que havia sido prata nos Jogos de Tóquio. Emocionada, ela ressaltou a importância do título mundial para a Ucrânia.

“É uma felicidade poder dar essa alegria ao meu país especialmente nesse momento em que estamos passando por conta da guerra. Desejo esse título aos meus familiares, meus amigos e ao meu país”, disse a ucraniana.

Completando as provas paralímpicas deste quarto dia de competições, o brasileiro Giovane Paula ficou na sétima posição (49s77) na prova do “VL3 200m”, vencida pelo bicampeão mundial, o britânico Jack Eyers (47s13). Medalhista de bronze na conoa durante a sexta-feira, Mari terminou com o oitavo melhor tempo (50s41) no “KL3 200m”.

 

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Esporte

China lança um misterioso avião espacial
Com show de Neymar e bicicleta de Messi, PSG vence por 5 a 0 na primeira rodada do Campeonato Francês
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Atualidades Pampa