Domingo, 28 de Novembro de 2021

Home Porto Alegre Orquestra Villa-Lobos divulga carta aberta aos porto-alegrenses

Compartilhe esta notícia:

A Orquestra Villa Lobos (OVL) divulgou, nesta segunda-feira (18), uma carta aberta à comunidade de Porto Alegre na qual faz um relato sobre a situação do programa de educação musical. Sem a renovação do convênio pela prefeitura municipal por causa da pandemia, desde abril de 2020, alunos e professores têm vivido meses de angústia e incerteza quanto à manutenção das aulas – quando em funcionamento pleno, o programa atendia 300 estudantes da comunidade da Lomba do Pinheiro.

O material na íntegra:

CARTA ABERTA À COMUNIDADE PORTO-ALEGRENSE

Estamos aqui para contar a vocês o que se passa com um dos projetos mais longevos e importantes de inclusão social por meio da música de Porto Alegre. A Orquestra Villa-Lobos, programa de educação musical da EMEF Heitor Villa Lobos localizada na Vila Mapa / Lomba do Pinheiro, em Porto Alegre, foi criada em 1992 pela professora Cecília Rheingantz Silveira e se constitui em patrimônio cultural, artístico e educacional da Capital gaúcha.

A maioria de vocês, certamente, já ouviu falar da Orquestra ou já assistiu a algum dos mais de 1.300 concertos realizados para um público superior a 350 mil pessoas em 60 cidades do Brasil e Mercosul. O projeto, resultado da iniciativa de uma servidora do município de Porto Alegre na escola pública municipal, envolve 20 educadores, a maioria deles formada no próprio projeto, atende – quando em funcionamento – mais de 300 alunos da comunidade e já recebeu 22 premiações em âmbito local, regional, nacional e internacional.

Esta linda e importante iniciativa – pasmem – encontra-se desamparada pelo poder público municipal desde abril do ano passado. Sim, a Orquestra Villa-Lobos, uma referência de educação musical no Brasil e no mundo e que completará 30 anos em breve, está sem receber recursos da Prefeitura Municipal de Porto Alegre, sua mantenedora, há 19 meses.

No início da pandemia, o governo da época não renovou o convênio que financiava as oficinas de música, e todos os educadores foram dispensados. Com grande adesão da sociedade civil, arrecadamos o mínimo necessário para retomar as atividades por meio de financiamento coletivo. Na troca da gestão municipal em janeiro, apostamos que a situação seria resolvida em seguida. Assim foi a promessa.

Mas foram nove meses de exaustivas tratativas, primeiro com a Secretaria de Educação e, mais adiante, com a Cultura e que efetivamente resultaram em nada de concreto até o momento. Por muitos meses, recebemos da iniciativa privada doações para cobrir os gastos com os educadores, sempre aguardando que, no mês seguinte, a Prefeitura resolvesse os entraves.

Hoje, a Orquestra Villa-Lobos está com todas as atividades pedagógicas interrompidas. Já passou a hora de a mantenedora da Orquestra Villa-Lobos cumprir com o seu dever. E do cidadão porto-alegrense estar ciente do quanto a sua cidade perde com isso.

Aline Mares dos Santos
Ana Maria Ribeiro Althoff
Cecília Rheingantz Silveira
Daniela Luz Oliveira
Diego D’Ávila da Silva
Eriadny Alan Borba Borges
Fabrício Basso
Geyson Wiliam Mença da Cruz
Jonathan dos Santos
José Augusto Netto
Karen Leticia Silva das Neves
Keliezy Conceição Severo Netto
Leonardo Boff
Liane Venturella
Patricia Celaro Dolores
Roberto Fernandes Chedid
Thales Cassiano Mença da Cruz
Thalita Suyane Mença da Cruz
Vitor Rogério Neves Oliveira
Yago Souza Lima

Outubro de 2021.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Porto Alegre

28º Porto Alegre em Cena começa nesta terça-feira com programação totalmente gratuita
Vacinação contra a Covid acontecerá em mais de 50 pontos de Porto Alegre nesta terça
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Atualidades Pampa