Domingo, 16 de Junho de 2024

Home Brasil Padre que atropelou suspeito de furto na igreja afirma estar “arrependido”

Compartilhe esta notícia:

O padre Gustavo Trindade dos Santos, de 37 anos, que atropelou um suspeito de furtar uma igreja Católica em Santa Cruz do Rio Pardo (SP), afirmou por meio de nota divulgada pela Diocese de Ourinhos, nesta terça-feira (10), que está “consternado e arrependido” pelo que fez. Ele foi afastado de suas atividades religiosas.

A Diocese de Ourinhos postou uma nota de esclarecimento na rede social, em que afirma que, juntamente com a Ordem dos Frades Pregadores (Dominicanos), lamentam o incidente envolvendo o frei Gustavo, que é pároco da Paróquia São Sebastião (Matriz).

“Informamos que frei Gustavo se encontra profundamente consternado e arrependido pelo trágico desfecho e conclama a todos os fiéis por orações pela vida do sr. Ângelo Nogueira, que está em recuperação na UTI da Santa Casa da cidade”, afirmou a diocese.

A instituição religiosa também afirma que o padre está cooperando com as investigações e se colocou à disposição da Justiça para esclarecer o que for preciso e para eventual responsabilização.

O caso

Segundo o boletim de ocorrência, o homem atropelado furtou a casa paroquial da Igreja São Sebastião arrombando uma das janelas. Ele fugiu do local levando três moletons e uma camiseta.

O suspeito do furto foi perseguido e atropelado na Avenida Tiradentes pelo carro que pertence à Diocese de Ourinhos. Com o impacto, o homem foi arrastado para dentro de uma loja de tintas que fica no local.

Os policiais militares foram chamados por testemunhas, que anotaram a placa do veículo. Pelas imagens dá para ver que o carro chega a entrar na garagem da loja de tintas. Segundo a polícia, além de bater no portão, o motorista ainda atingiu um outro veículo que estava estacionado no local.

Ângelo foi socorrido com ferimentos graves. Ele ainda estava com as peças de roupa que tinha acabado de furtar, informou a polícia.

O caso repercutiu nas redes sociais e o padre Júlio Lancellotti, conhecido por ações para ajudar pessoas em situação de rua na capital paulista, criticou a atitude do religioso no interior de São Paulo: “um crime não justifica o outro”.

O atropelamento foi registrado por câmeras de segurança. Nas imagens é possível ver o momento em que o homem é arremessado. Após o impacto, o motorista dá marcha à ré e deixa o local.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Promotor paraguaio morto em lua de mel na Colômbia atuou na prisão de Ronaldinho Gaúcho
Câmara dos Deputados aprova inclusão do símbolo de autismo em placas de prioridade
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa News