Domingo, 14 de Julho de 2024

Home Últimas Pesquisa mostra perfil dos apoiadores de Bolsonaro em ato na Avenida Paulista

Compartilhe esta notícia:

Homem branco, com idade de 45 a 65 anos, ensino superior completo, católico e “muito conservador” a respeito de temas como família, drogas e punição a criminosos.

Esse é o perfil médio dos apoiadores que estiveram no ato que o ex-presidente Jair Bolsonaro convocou no último domingo (25), na Avenida Paulista, em São Paulo. A pesquisa é do Monitor do Debate Político no Meio Digital, da Universidade de São Paulo (USP). De acordo com este núcleo de estudos da USP, a manifestação reuniu 185 mil pessoas. O governo paulista fala em 750 mil pessoas.

Os pesquisadores entrevistaram 575 pessoas ao longo da tarde de domingo em toda a extensão da Avenida Paulista. A margem de erro com grau de confiança de 95% é de 4 pontos percentuais para mais ou para menos.

Entre os entrevistados, 94% acreditam que vivem em uma ditadura por conta de supostos excessos e perseguições da Justiça e 88% creem que Bolsonaro venceu as eleições em 2022.

Questionados sobre ações que Bolsonaro deveria ter tomado no final de 2022, já derrotado e prestes a sair do cargo, a pesquisa revelou uma divisão de opiniões:

49% acreditam que ele deveria ter decretado uma operação de GLO (Garantia da Lei e da Ordem);
Para 42%, Bolsonaro deveria ter “invocado o artigo 142”
23% concordavam com a decretação do Estado de sítio.

Para potenciais candidatos à presidência em caso de impossibilidade de Bolsonaro concorrer, 61% dos entrevistados disseram o nome do governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), seguido por Michele Bolsonaro (19%).

Para as eleições municipais deste ano, 47% entrevistados apoiavam a ideia de Bolsonaro lançar um candidato próprio para a prefeitura de São Paulo ao invés de apoiar o atual prefeito Ricardo Nunes (37%).

Número de manifestantes

A manifestação convocada pelo ex-presidente reuniu 185 mil pessoas, por volta das 15h, momento de maior concentração, segundo estimativa do Monitor do Debate Político no Meio Digital, projeto de pesquisa da USP).

Os pesquisadores realizam a projeção com base em imagens aéreas. O número final é calculado do momento maior concentração de manifestantes, segundo explicou um dos coordenadores do projeto, Pablo Ortellado.

Foram tiradas 43 fotos entre 15h e 17h. Foram selecionadas 11 fotos para cobrir a extensão da manifestação na paulista, sem sobreposição.

“Cada uma das fotos foi repartida em oito pedaços. Em cada parte, foi aplicada uma implementação do método Point to Point Network (P2PNet)1 que identifica cabeças e estima a quantidade de pessoas em uma imagem”, explicam os pesquisadores.

O método tem precisão de 72,9% e acurácia de 69,5% na identificação de cada pessoa.

Para a contagem de público, o erro percentual médio é de 12% para mais ou para menos nas imagens aéreas com mais de 500 pessoas.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Últimas

Líder do governo Lula na Câmara quer que PT proíba aliança com PL de Bolsonaro
Polícia Federal descarta novo depoimento de Bolsonaro após fala sobre minuta
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa News