Quarta-feira, 01 de Dezembro de 2021

Home Cláudio Humberto Petrobras pode provocar “apagão do gás” em janeiro

Compartilhe esta notícia:

Em razão de sua prioridade de produzir lucros indecentes, a Petrobras pode provocar apagão do gás natural no Brasil, por haver aumentado os seus preços em 200%, percentual considerado inviável no mercado. Nada aumenta nessa proporção. O gás é usado para aquecer ambientes e água e para substituir combustíveis nos automóveis. As distribuidoras de energia nos estados se encontram atônitas e a Petrobras irredutível. O problema é grave porque o apagão tem data marcada: 1º de janeiro.

Contratos no fim
Em 31 de dezembro se encerram 70% dos contratos de fornecimento de gás natural às distribuidoras que abastecem todo o País.

Faca no pescoço
Com o iminente fim dos contratos, distribuidoras procuraram a Petrobras para renová-los, e foram surpreendidos com a faca no pescoço.

Agente dominante
A associação das distribuidoras de gás canalizado (Abegás) denunciou a Petrobras ao Cade, conselho de defesa econômica, por abuso de poder.

Falta de compostura
A Petrobras ainda tentou impedir empresas de irem ao mercado livre, oferecendo “apenas de 100%” de aumento e outros 100% em 4 anos.

Interino não abre mão da mordomia de jato da FAB
Abusos na utilização de jatos da FAB por autoridades ganham destaque quando envolvem integrantes do Executivo, como quando, dias atrás, a ministra Damares Alves (Família etc.) foi denunciada por oferecer carona a um grupo, numa viagem ao Rio. Chefes dos outros poderes fazem das suas. Caso do senador Veneziano Vital do Rêgo (MDB-PB), que assumiu a presidência do Senado, com a ausência de Rodrigo Pacheco, e logo requisitou jato da FAB que o buscasse em João Pessoa para ir a Brasília.

Senador pode
Dia 5, ao viajar para Glasgow, Rodrigo Pacheco, presidente do Senado, deu carona a 5 pessoas de Brasília a Guarulhos no jato da FAB.

Exibicionismo
Fazer a FAB deslocar-se à Paraíba para buscá-lo, no dia 8, o senador Veneziano fez lembrar o voo de outro interino, no governo José Sarney.

Deu o que falar
Chefe de governo por alguns dias, o então presidente da Câmara, Paes de Andrade, foi a sua Mombaça (CE) a bordo do Boeing presidencial.

Sem condições
O senador Lasier Martins (Pode-RS) cobra renúncia de Davi Alcolumbre (DEM-AP). “Não tem mais condições de presidir uma comissão que se diz de Justiça. É uma pessoa que não tem boas relações com a Justiça”.

Já existe
Lobistas de empresas aéreas invadiram a Câmara para criticar o projeto que regulamenta o Tarp (Transporte Aéreo Remunerado Individual de Passageiros), uma espécie de “uber aéreo”. Mas na realidade, já existem diversas empresas e aplicativos que oferecem esse serviço até no Brasil.

Você decide
Virou meme na internet o “disparo” do ex-ministro Sergio Moro nas pesquisas presidenciais, na Bahia. Passou de 3,8% para 5,9%. Para alguns, é quase o dobro; para outros, é só a parte de baixo da tabela.

Sanctos em Belize
Após chefiar com elogiada eficiência a representação do Brasil na Armênia, o diplomata Agemar Sanctos foi designado pelo presidente Jair Bolsonaro embaixador em Belize. Mas ainda será sabatinado.

Carbono bilionário
Está na pauta da Câmara nesta terça (16) projeto da deputada Carla Zambelli (PSL-SP) que estabelece parâmetros para um mercado que já movimenta bilhões por ano no país e no mundo: os ‘créditos de carbono’.

Isto não divulgam
O Brasil responde por 1,7% das emissões de gases de efeito estufa no planeta, EUA por 15% e a China 30%, segundo o chefe da Embrapa Territorial, Evaristo de Miranda, um dos maiores especialistas ambientais do Brasil. Mas isso foi ignorado no noticiário sobre a COP26 (Glasgow).

Boa marca
Esta semana o mundo deve atingir a marca de 230 milhões de pessoas que contraíram a Covid-19 e se recuperaram da doença, desde o início da pandemia. Eles equivalem a mais de 98% de todos os casos.

Curioso
Entre as “ideias legislativas”, ferramenta do site do Senado de sugestão popular de leis, a mais apoiada atualmente é: “A não obrigatoriedade em tomar esse experimento chamado vacina contra covid (sic)”. Com 20 mil apoios, a sugestão precisa ser encaminhada para uma análise formal.

Pensando bem…
…tráfego de jatinhos virou indicador de encontro ambiental.

PODER SEM PUDOR
Narizes poderosos
O catarinense Esperidião Amin presidia o PPR, em 1993, bem-humorado, certo dia puxou papo com o senador gaúcho Pedro Simon, dizendo que até mudaria de partido só para ajudar a eleger o colega presidente nacional do PMDB. “Depois a gente elege José Richa presidente do PSDB”, brincou Simon. Amin respondeu, numa alusão à ascendência dos três: “Assim nós vamos formar a República Árabe Unida, e será uma república tridimensional”. E explicou a piada: “As decisões serão tomadas de acordo com as dimensões do nariz: o Richa ganha pela largura, tu ganhas pela abertura e, eu, pelo tamanho!”

Com André Brito e Tiago Vasconcelos

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Cláudio Humberto

Privatização da Petrobras começará pelas refinarias
Corporação manda na Petrobras, não o general
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Madrugada