Quarta-feira, 08 de Dezembro de 2021

Home em foco População estará imunizada contra Covid até o fim do ano, diz ministro da Saúde

Compartilhe esta notícia:

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse neste sábado (16) que toda a população brasileira estará imunizada contra a covid-19 até o final deste ano. Queiroga participou do lançamento do Dia D da Campanha Nacional de Multivacinação, em São Luís, no Maranhão. A iniciativa busca incentivar a imunização com 18 vacinas diferentes. O público-alvo são pessoas com até 15 anos.

Em relação à Covid-19, Queiroga lembrou que o Brasil já ultrapassou a marca de 100 milhões de pessoas com o ciclo vacinal contra a Covid-19 completo. O termo é usado para designar pessoas que receberam duas doses de imunizantes oferecidos no Brasil ou a dose única da vacina Janssen.

“Estamos nos preparando para sair da maior crise sanitária que a humanidade já enfrentou. Isso se deve ao esforço conjunto de todos nós. Tenho certeza de que haveremos de vencer, em breve, essa pandemia. Isso eu posso me comprometer com vocês porque eu sei que até o final do ano toda a população brasileira estará imunizada”, disse.

Multivacinação

Este sábado foi o Dia D da Campanha Nacional de Multivacinação do Ministério da Saúde. A Campanha de Multivacinação 2021 foi iniciada em 1º de outubro e tem vigência prevista até o dia 29 deste mês. O intuito é promover a regularização da vacinação entre crianças e adolescentes. Segundo o Ministério da Saúde, desde 2015, tem havido uma queda da cobertura vacinal.

Entre as vacinas que fazem parte da campanha estão as de BCG, hepatite A e B, Penta (DTP/Hib/Hep B), Pneumocócica 10 Valente, VIP (Vacina Inativada Poliomielite), VRH (Vacina Rotavírus Humano), Meningocócica C (conjugada), VOP (Vacina Oral Poliomielite), febre amarela, Tríplice viral (sarampo, rubéola, caxumba), Tetraviral (sarampo, rubéola, caxumba, varicela), DTP (tríplice bacteriana), Varicela e HPV quadrivalente (Papilomavírus Humano).

Poderão ser atualizadas nas cadernetas as vacinas HPV, dT (dupla adulto), febre amarela, Tríplice Viral, hepatite B, dTpa e Meningocócica ACWY (conjugada).

Em razão da pandemia do coronavírus, o Ministério da Saúde enviou aos Estados e municípios orientações para garantir protocolos de saúde, como uso de máscaras, espaços ventilados e higienização das mãos.

100 milhões

O Brasil ultrapassou na semana passada a marca de 100 milhões de pessoas com o ciclo vacinal contra a Covid-19 completo. O termo é usado para designar pessoas que já receberam duas doses de imunizantes oferecidos no Brasil ou a dose única da vacina Janssen.

Apesar da marca, o País ainda não atingiu metade da população totalmente vacinada, e atualmente conta com 47% das pessoas com o ciclo completo.

No total, foram aplicadas 249,7 milhões de doses na população, sendo que 149,7 milhões receberam a primeira dose, e 100 milhões tiveram a aplicação das duas doses ou dose única.

No quadro internacional, o Brasil ocupa a 62ª posição no ranking de países na vacinação contra a Covid-19 em relação à população de cada nação, segundo a Universidade Johns Hopkins, com sede nos Estados Unidos.

O País, no entanto, está acima da média mundial, de pouco mais de 35%. Quando considerados os números absolutos, o Brasil fica na quarta posição como país com mais pessoas com o ciclo vacinal completo, atrás dos Estados Unidos (187,7 milhões), da Índia (272,6 milhões) e da China (1,047 bilhão).

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de em foco

Já com novo técnico, Grêmio recebe o Juventude neste domingo pelo Brasileirão
Brasil tem semana com menor número de mortes por Covid-19 desde abril de 2020
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Madrugada