Sábado, 18 de Maio de 2024

Home em foco Procuradoria denuncia a deputada federal Carla Zambelli e o hacker Walter Delgatti por invasão ao site do Conselho Nacional de Justiça

Compartilhe esta notícia:

O procurador-geral da República, Paulo Gonet, denunciou a deputada federal Carla Zambelli (PL-SP) e o hacker Walter Delgatti Neto por invasão ao sistema do CNJ (Conselho Nacional de Justiça) para a inserção de dados falsos.

A deputada e o hacker foram denunciados pelos crimes de invasão de dispositivo informático e falsidade ideológica. O inquérito tramita em sigilo no STF (Supremo Tribunal Federal) e está sob a relatoria do ministro Alexandre de Moraes.

A PF (Polícia Federal) indiciou a deputada e o hacker em fevereiro. O inquérito aponta que os suspeitos inseriram documentos falsos no sistema do órgão, como um mandado de prisão contra Moraes.

Cabe ao ministro analisar a denúncia da PGR e decidir se tornará a deputada e o hacker réus. Caso isso aconteça, os dois passarão a responder a uma ação penal no tribunal.

Delgatti afirmou a investigadores que acessou a plataforma do CNJ a pedido de Zambelli e que a parlamentar teria sido a responsável por repassar a ele o mandado de prisão falso contra Moraes. O documento foi incluído no Banco Nacional de Mandados de Prisão.

O hacker, que ficou conhecido por vazar conversas de procuradores da Operação Lava-Jato, disse que recebeu pagamentos pelo serviço. A defesa de Zambelli nega as acusações.

Durante os ataques cibernéticos ao site do CNJ, além do falso mandado de prisão contra Moraes, foram incluídos dez alvarás de soltura. Contudo, Delgatti negou que tenha sido ele o responsável e apontou como culpado um suposto parceiro.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de em foco

Mercado financeiro passa a prever crescimento da economia brasileira acima de 2% neste ano
Livro “Poema Azul – Memórias do Estádio Olímpico” será lançado nesta sexta em Porto Alegre
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa News