Quarta-feira, 24 de Julho de 2024

Home Economia Produção industrial brasileira cresce 0,4% em agosto

Compartilhe esta notícia:

A indústria brasileira apresentou variação positiva de 0,4% na passagem de julho para agosto, eliminando parte da queda de 0,6% verificada no mês anterior. Na comparação com agosto de 2022, a produção avançou 0,5%.

No ano, a indústria acumula recuo de 0,3% frente a igual período de 2022. Já no acumulado dos últimos 12 meses, o resultado é de -0,1%. Os dados são da Pesquisa Industrial Mensal, divulgada nesta terça-feira (3) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Em agosto, a produção industrial ficou 1,8% abaixo do patamar pré-pandemia, de fevereiro de 2020, e está 18,3% menor do que o ponto mais elevado da série histórica, em maio de 2011.

Três das quatro grandes categorias econômicas e 18 dos 25 ramos industriais pesquisados apresentaram expansão na produção na comparação com julho. As influências positivas mais importantes foram assinaladas por produtos farmoquímicos e farmacêuticos (18,6%), veículos automotores, reboques e carrocerias (5,2%) e equipamentos de informática, produtos eletrônicos e ópticos (16,6%).

Outras contribuições positivas relevantes sobre o total da indústria vieram de produtos alimentícios (1%), produtos químicos (2,2%), máquinas e equipamentos (4,2%), produtos de borracha e de material plástico (2,9%), produtos de metal (1,9%), móveis (5,1%) e de confecção de artigos do vestuário e acessórios (2,8%).

Por outro lado, entre as seis atividades que apontaram recuo na produção, indústrias extrativas (-2,7%) exerceu o principal impacto em agosto. Vale destacar também os recuos assinalados pelos ramos de produtos diversos (-8%), couro, artigos para viagem e calçados (-4,2%) e metalurgia (-1,1%).

Entre as grandes categorias econômicas, ainda frente ao mês anterior, bens de consumo duráveis (8%) e bens de capital (4,3%) assinalaram as taxas positivas mais acentuadas em agosto de 2023. O setor produtor de bens de consumo semi e não duráveis (1%) também teve crescimento no mês. Por outro lado, o segmento de bens intermediários (-0,3%) assinalou a única taxa negativa.

Ante igual mês de 2022, o setor industrial teve resultados positivos em três das quatro grandes categorias econômicas, nove dos 25 ramos, 32 dos 80 grupos e 42% dos 789 produtos pesquisados.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Economia

Projeto Bota-Fora recolhe quase 30 toneladas de resíduos em setembro em Porto Alegre
Moradores de Canoas passam a ter redução de 50% no valor da passagem de ônibus em horários entre picos
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa News