Sexta-feira, 28 de Janeiro de 2022

Home Colunistas PT, Alckmin e Kassab

Compartilhe esta notícia:

A cúpula do PT assegura que são passado as resistências à possível aliança entre o ex-presidente Lula da Silva e o ex-tucano Geraldo Alckmin – principalmente da ala esquerdista radical. Independentemente do partido ao qual Alckmin decidir se filiar – PSB ou PSD – a chapa terá o apoio do PT de Norte a Sul. Sobre as trocas de acusações entre Lula e Alckmin anos atrás, a posição dos petistas agora é de “conciliação”, palavra muito usada nas últimas reuniões dos caciques do partido. Alckmin deve ter um encontro em breve, a sós, com a cúpula do PSB, incluindo o presidente Carlos Siqueira. Mas mantém ativo o diálogo com Gilberto Kassab, que lhe ofereceu a legenda, antes do PSB, para se candidatar ao Governo de São Paulo.

Vendeta

Alckmin é movido também pela vendeta. Abandonado pelo PSDB, se vinga de João Doria Jr – que lançou em SP – e de adversários que apostaram no seu fim político.

Agregador

Um grande empresário do Centro-Oeste diz que Alckmin agrega valor à chapa com o perfil conciliador e diálogo com a Igreja e com o empresariado de direita que não gosta do petista.

Armadilha

Há quem aposte, também, que Lula e o PT tentam conquistar Alckmin para uma armadilha. Ele ajuda os petistas, mas, se Lula eleito, seria o vice escanteado no Anexo.

Policiais penais

Equiparação salarial, benefícios de carreira, possibilidade de concursos e outros temas são demandas que os policiais penais levam ao Ministério da Justiça desde 2019, quando foi promulgada a PEC que oficializou a classe. Mas falta a regulamentação da categoria. As trocas de ministros minaram a pauta.

Na porta

Agora, o Sindicato dos Policiais Penais Federais no DF, pela proximidade, quer reforçar a agenda com o ministro da Justiça, Anderson Torres. Segundo Gilvan Cavalcanti, presidente do SINDAPPF-DF, são 75 mil agentes no Brasil. “O ministro da Justiça não parece interessado na pauta e o DEPEN não colabora”, afirma Maryland Lima, presidente da Associação dos Servidores do Sistema Penitenciário do DF.

Cunha ‘paulista’

Ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha vai se desfiliar do MDB. Começou a pré-campanha para retornar à Casa com transferência do título de eleitor para São Paulo nesta semana. Cunha vai morar num flat seu na capital, e manter a ponte-aérea com Brasília, onde se reúne com advogados toda semana. A sua filha Danielle, que já tentou a Câmara em 2018, disputará a vaga pelo Rio de Janeiro.

Front…

Não é de hoje que os sites dos ministérios sofrem tentativas de ataque hacker – alguns com sucesso, como no caso da Saúde. Frequentemente o GSI, a Polícia Federal e até o Centro de Inteligência do Exército – um dos melhores do mundo em combate a ciberataques – são convocados a esta guerra.

… digital

Foi o que aconteceu dia 14 de agosto, quando piratas virtuais invadiram o portal do Ministério da Economia, que não fez alarde. Um major do departamento de ciberataques reuniu os melhores da turma e salvou a pasta de Paulo Guedes. Ficaram online cinco dias 24h, em turnos escalonados, até resolver.

E o telefone?

Jair Bolsonaro desconfia de todos os egressos de governos anteriores. Não foi diferente com a ABIN, que desenvolveu no Governo Dilma excelente software de criptografia de telefone e e-mail, o c-gov e cripto-gov. Ninguém usa. Ele e ministros palacianos insistem no whatsapp e telegram.

Alô, AGU!

A câmara de ciência e tecnologia da AGU, que emite pareceres que deveriam servir para orientar as universidades, proíbe que as universidades prestem serviços técnicos às empresas. Sem verba pública, centenas de laboratórios universitários estão à míngua, porque não podem captar recursos para manutenção.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Colunistas

Moro sobre reunião de conhecidos malandros da política: “jantar comemorativo da grande corrupção”?
Natal + Ano Novo = calorias extras
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Atualidades Pampa