Terça-feira, 16 de Abril de 2024

Home em foco Reino Unido prepara maior operação de segurança da história para funeral da rainha Elizabeth II

Compartilhe esta notícia:

O Reino Unido se prepara para a maior operação policial e de proteção de sua história. O desafio é garantir a segurança de reis e líderes políticos mundiais na cerimônia, marcada para 19 de setembro.

O último funeral de estado do Reino Unido foi realizado há quase seis décadas, na morte de Winston Churchill, primeiro-ministro britânico durante a Segunda Guerra Mundial.

O funeral da rainha Elizabeth II será realizado na Abadia de Westminster, em Londres, às 7h da manhã, no horário de Brasília. Antes, o caixão vai passar por um procissão pelas ruas da capital e ficará exposto por quatro dias no Westminster Hall, o prédio mais antigo do Parlamento britânico.

Os eventos exigirão uma ampla implementação de medidas de segurança, especialmente na presença de centenas de líderes mundiais, como o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden.

Sinal da importância desse momento histórico, o imperador japonês Naruhito poderá fazer sua primeira viagem ao exterior desde sua chegada ao trono, em 2019.

“Esta será provavelmente a maior operação policial e de proteção que o Reino Unido já montou”, declarou Nick Aldworth, ex-coordenador nacional da polícia antiterrorista, ao jornal The Independent.

Ele acrescentou que “é preciso apenas um carro, uma pessoa que faça algo abominável e não apenas interromperá um evento constitucional, mas haverá feridos e mortes”.

O cenário é diferente de funerais reais anteriores, como o da rainha-mãe em 2002 e da princesa Diana em 1997. O Reino Unido foi alvo de diversos ataques terroristas na última década, incluindo uma série de ataques de jihadistas em Londres, Manchester e outras cidades.

Os serviços de segurança do MI5 situam o atual nível de ameaça nacional em substancial, no centro de uma classificação de cinco níveis que variam de baixo a crítico.

A Polícia Metropolitana de Londres já começou a traçar planos “bem ensaiados” para o período de luto nacional e para o funeral da monarca mais longeva do Reino Unido. Patrulhas vão reforçar a segurança em lugares estratégicos, como parques, centros de transporte e ao redor das residências reais.

O vice-comissário da Polícia Metropolitana, Stuart Cundy, disse que o plano policial mais abrangente será em Westminster, onde estão localizados o Parlamento, a Abadia e o Palácio de Buckingham.

A polícia britância já tem experiência na gestão de grandes eventos, como a conferência do clima COP26, realizada em 2021 em Glasglow, e os Jogo Olímpicos de Londres de 2012.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de em foco

Cresce a ação de criminosos em sites de apostas no Brasil
Corpo da rainha Elizabeth II deixa Castelo de Balmoral rumo à capital da Escócia
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Show de Notícias