Quarta-feira, 19 de Janeiro de 2022

Home em foco Renato Portaluppi sobre futuro no Flamengo: “Tenho contrato até dia 30 e a decisão é da diretoria”

Compartilhe esta notícia:

O técnico Renato Portaluppi mal chegou para a coletiva de imprensa e já falou sobre seu futuro no Flamengo após a derrota para o Palmeiras na final da Libertadores. O comandante lembrou que seu contrato vai até o fim de dezembro, e que a decisão é do clube. “Tenho contrato até dia 30 e a decisão é da diretoria’, afirmou.

Mais tarde, complementou: “Se hoje o Flamengo tivesse ganho, as pessoas teriam me perguntado se eu ia renovar o contrato para o ano que vem. Eu já tô vacinado quanto a isso no Brasil. Amanhã todo mundo vai criticar. No Brasil só é bom quem ganha”.

Renato comentou também que o fracasso na Libertadores não é regra no Flamengo. Que o clube tem marcado presença em decisões nos últimos anos com este mesmo elenco. “Esse grupo é vencedor. Infelizmente nas últimas competições não conseguimos dar nenhum título para o torcedor. Mas nenhuma equipe vai ganhar tudo”.

O técnico voltou a tocar no assunto das três competições em disputa. E lembrou que o time sofreu com desgaste físico excessivo. Vale lembrar que a equipe no Brasileiro foi reserva na maioria das partidas que antecederam a final com o Palmeiras.

“Não falou luta, não faltou entrega. Enfrentamos uma grande equipe. Apenas um sai vencedor. Mas tudo que poderíamos ter feito, a gente fez. E final são detalhes”, disse Renato, poupando Andreas pela falha no segundo gol. “Não vamos culpar o Andreas. Se tem um culpado aqui sou eu”.

Renato analisou a partida como um todo, sobretudo após o gol do Palmeiras. “O Flamengo jogou o tempo todo no campo do adversário. Palmeiras tem contra-ataque rápido. Se fechou, e acharam o gol no início. Deu tranquilidade e confiança maiores. Eu gostei da minha equipe, jogamos bem”.

Sentimento

A derrota em Montevidéu ganhou contornos de última dança de Renato no Flamengo. Muito questionado externamente e internamente, o treinador não se conteve e chorou no discurso para os jogadores após a derrota para o Palmeiras na final da Libertadores. Com contrato até o fim do ano, tem chances remotíssimas de seguir no clube e a diretoria avaliará se a ruptura acontecerá de imediato ou após o Brasileirão na volta ao Rio.

Renato assumiu a palavra na roda de oração no vestiário e não conseguiu segurar as lágrimas. Em discurso emocionado, disse que foi um prazer trabalhar com este grupo de jogadores e deixou o futuro em aberto.

Independentemente do resultado, a permanência do treinador estava em xeque fosse pelo trabalho que não é bem avaliado, fosse por atitudes no dia a dia que irritam jogadores. Terça-feira, dia do empate com o Grêmio, por exemplo, Renato não foi ao CT do próprio clube gaúcho dar treino para os titulares, o que causou irritação.

Em meio ao clima de velório após o vice-campeonato, a diretoria deixou para tomar uma decisão na volta ao Rio de Janeiro. Com mais quatro partidas pela frente pelo Brasileirão, o debate está entre a saída imediata ou se aguarda o término da temporada em busca de um nome de consenso.

O Flamengo voltou ao Rio de Janeiro ainda na madrugada deste domingo e na próxima terça-feira tem pela frente o Ceará, no Maracanã, pela 35ª rodada do Brasileirão. Com 67 pontos, a equipe é a segunda colocada, atrás do Atlético-MG, que tem 75.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de em foco

Comissão de Finanças da Câmara dos Deputados aprova pagamento do “14ª salário” do INSS
Comprou na Black Friday e se arrependeu? E agora? Entenda o que é o Direito de Arrependimento
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Tarde