Segunda-feira, 04 de Julho de 2022

Home em foco Rússia anuncia cessar-fogo temporário para a criação de corredores humanitários em cinco cidades da Ucrânia

Compartilhe esta notícia:

A Rússia anunciou que observará um cessar-fogo temporário em cinco cidades ucranianas para a criação de corredores humanitários, usados para a retirada de civis de áreas de conflito e para o envio de mantimentos a cidades onde há combates, a partir da manhã desta terça-feira (8).

A medida, que havia sido sinalizada mais cedo e agora foi confirmada e detalhada, havia sido chamada de “imoral” pelo lado ucraniano, uma vez que, em sua versão inicial, quatro das seis rotas de fuga eram apenas para a Rússia e a Bielorrússia. Autoridades ucranianas defendem que cidadãos devem ter o direito de sair para todo o território do próprio país.

“A partir das 10 horas, horário de Moscou, será declarado um cessar-fogo e seis corredores humanitários estão se abrindo: um de Kiev a Gomel (Bielorrússia); dois de Mariupol a Zaporíjia (Ucrânia) e Rostov-no-Don (Rússia); um de Kharkiv a Belgorod (Rússia); e dois de Sumy a Belgorod (Rússia) e a Poltava (Ucrânia) — declarou o porta-voz do Ministério da Defesa russo, Igor Konashenkov, citado pela Interfax. Haverá ainda um corredor entre Chernigov e Gomel, na Bielorrússia.”

Segundo o ministério, os ucranianos deverão concordar com as rotas e os horários até as 3h da manhã pelo horário de Moscou, 21h pelo horário de Brasília, e fornecer garantias de segurança por escrito ao lado russo. Meia-hora antes do horário previsto para o cessar-fogo, segundo informa a RIA Novosti, os dois lados precisarão estabelecer uma comunicação contínua para a troca de informações sobre a operação.

“Informações detalhadas sobre corredores humanitários foram trazidas à atenção do lado ucraniano com antecedência, bem como às estruturas relevantes da ONU, da Osce (Organização para a Cooperação e Segurança da Europa) e do Comitê Internacional da Cruz Vermelha”, disse Konashenkov. Drones também serão usados para monitorar o andamento da operação.

O detalhamento da proposta dos corredores veio horas depois de a Rússia anunciar sua intenção de permitir sua criação, como forma de atenuar o impacto da ofensiva militar entre os civis.

No fim de semana, uma tentativa de estabelecer corredores em cidades como Mariupol fracassou rapidamente, com russos e ucranianos trocando acusações sobre a violação do cessar-fogo. A abertura desses corredores foi estabelecida em conversas diretas entre representantes dos dois países, realizadas na Bielorrússia.

“As duas partes precisam tomar cuidado para poupar os civis e suas casas e infraestruturas em suas operações militares”, disse Martin Griffths, subsecretário-geral da ONU para Assuntos Humanitários, em reunião no Conselho de Segurança da ONU. “E isso inclui permitir a passagem segura de civis para que deixem as áreas de hostilidades de forma voluntária, na direção de sua escolha.

De acordo com o Comitê de Coordenação Interdepartamental da Federação Russa para Resposta Humanitária na Ucrânia, já foram retiradas, pelas forças russas, 173 mil pessoas das regiões de Luhansk e Donetsk, parcialmente controladas por milícias pró-Moscou.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de em foco

Chanceleres da Rússia e da Ucrânia marcam encontro na Turquia para esta quinta
Rússia diz que abriu corredores humanitários em Kiev e outras quatro cidades
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Tarde